quinta-feira, maio 29, 2014

Correndo a Running Daventura 2014

"Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz"

Não chega a tanto, mas como quem separa o Joio do Trigo assim foi meu relato sobre a Running Daventura 2014. Após narrar o lado B, venho com o lado A, que com certeza é mais alegre e mais importante. 

A espera desta corrida, por mim, sempre foi das melhores. Compara-se a espera para do Rio (que infelizmente não darei a minha "graça" este ano) e da Pampulha (esta por conta da presença da BALEIADA em bando). 

A Daventura me atrai pela sua essência, natureza exuberante e pelo sabor da dificuldade. Adoro trilhas (aventureira interiorana) seja para pedalar, seja para correr, caminhar ou só contemplar, namorar. Na minha lista as provas do tipo RD só crescem. Ainda sem condições de planejá-las, mas que com certeza estarei nelas um dia. Por enquanto aproveito as provas que estão próximas e da natureza que disponho pertinho.

No sábado 24/05, acordei às 4h para que às 5h já estivesse com minha carona. Que corredor pontual. Manoel você é dos meus!!! Valeu viu... Carona boa, com som dos melhores. Curti demais! Pegamos meu amor e seguimos rumo ao nosso destino. Chegamos em Praia do Forte com bastante antecedência para largada. O estacionamento ainda estava vazio. Desta maneira conseguimos uma boa vaga, próxima as vans que subiam para o Castelo Garcia D'Ávila. Não houve contratempos para este percurso. Tudo ocorreu tranquilamente e na paz. Até melhor que ano passado, quando tivemos probleminhas na subida. Parece que incluíram uma quantidade maior de vans. Sugiro a quem teve dificuldades que nas próximas edições, caso venha a participar, cheguem com antecedência. Vale a pena. Não atrasem pois facilita o acesso ao local do pórtico. 



Chegar cedinho teve lá suas vantagens. Tivemos tempo para papear com os corredores que aos poucos iam chegando. Rapidinho o castelo ficou lotado de corredores. Eu "toda toda" com minha turma BALEIAS (Sandra, Márcio,Aline, Cida) que tinha vindo especialmente para correr respectivamente das cidades de St. Antônio de Jesus, Alagoas e Aracaju.

Independente da largada com atraso, das falhas postadas anteriormente e que não repetirei as tantas outras, consegui completar meus 21km tranquilamente. Não tive dificuldade alguma devido a estas! Tudo ocorreu bem e feliz para mim. Bem melhor que no ano anterior.

Conhecia a  prova, a trilha. Havia estado lá para pedalar no dia 13/04. Então de conhecimento do local eu tinha, mesmo que boa parte das vezes nos perdêssemos por lá. Sabia que o percurso havia sido modificado. E para falar a verdade embora muitos não tivessem gostado, por conta da dificuldade, da areia fofa, eu curti muito mais este percurso que o passado. Gostei do nível. E se puder opinar para o próximo RD, manteria o mesmo. Claro que teria só um certo cuidado com relação ao mar, caso a maré subisse. Colocaria uma corda para passagem e mais pessoas observando os atletas neste local. 

Fui com pretensões minimas. O intuito era finalizá-la chegando bem e recuperada, em casa , para no dia seguinte dar conta do que tinha para fazer. E assim foi!! Cheguei inteira. Só as unhas do pé que latejavam muito e pareciam querer cair. No mais o resto do corpo ficou cansado por conta do acordar cedo e da viagem. Associada a fome, que depois foi dado um jeito na Vila de Praia do Forte. Mas na segunda-feira já estava fazendo um trabalho de fortalecimento leve e terça a noite no pedal pela cidade de Salvador. Nenhuma dor perdura e estou pronta para a próxima aventura. Subiria de boa o Pico do Itacolomi. Ohhh saudades! Até tem aventura marcada para este fim de semana, pena não poder acompanhar a galera na trilha. Compromissos a parte. 

A RD com sol, com maré cheia e com o nível de dificuldade diferenciado teve lá uma chegada com gostinho bom.  Quem quer moleza que faça trajetos menores e vá progredindo nesta aos poucos, como eu fiz. Comecei com 8k, 14k e cheguei nos 21k, sendo esta minha segunda de 21k. Ou na versão de um amigo, senta no pudim. Opa olha lá. ai ai.

Com relação a energia boa que encontrei todo o percurso é quase indescritível. Mas vou tentar contar algumas belas cenas. 



Na praia presenciei cenas de solidariedade lindas. Na parte do mar, com água na cintura que tanto citaram, homens fizeram cordão humano para nos ajudar a passar. Ajudavam amigos, amigas e até desconhecidos. É nesta hora que penso no "oba oba" como dizem. Faltou um fotografo ali para registrar aquele momento e vocês terem noção da dimensão da coisa que estou falando. Uma cena belíssima que fica registrada em nossas mentes e de quem nos assistiu naquele momento. Só quem esteve lá para contar que coisa bacana. Pelo menos na minha passagem esta foi a graça e eu ri um bocado. Na verdade se tiveram coisas ruins eu deixei-as assim que larguei do pórtico. Acho que naquele dia eu tava zen demais. Engraçado foi quando tirei o tênis do pé e uns surfistas (que estavam no baseado rs) perguntaram se meu New balance não havia funcionado. A gente riu que foi uma beleza. Mas era areia mesmo. As pessoas da praia nos olhavam sem entender para onde íamos. Onde iriam tantos loucos correndo sem rumo ou não. Chegou a acontecer de uma moça grudar na bolsa achando que corríamos de um assalto. Eu e um rapaz só riamos e tagarelávamos. Bati papo com um monte de gente. Se estávamos no mesmo perrengue de areia fofa, o jeito era aproveitar a difícil situação. rs!!

Eu e Cidinha

Desde a largada até aquela segunda praia eu corria com Cidinha, minha parceria forte. BALEIAS também. Como Lucas a apelida de risadinha. A Pampulha fizemos a prova todinha juntas, no final sendo levadas ao pórtico pelo nosso amigo Tinil.

A força encontrada nesta RD foi boa, acho que por conta do atraso foi tamanha. Estávamos todos no mesmo pacote, juntos e misturados. Então da classe geral o que vi foi prevalecer o companheirismo. Infelizmente tive que deixar minha parceira que estava ali para fazer um treino chique. Oh amiga guerreira, só a gente sabe hem amiga quais as tuas limitações nesta prova. Ai ai. Mas o tempo todo, até o fim, corri ao lado de pessoas positivas. Um lado bonito que olhando por outro viés, depois das chateações da primeira postagem, me deixa feliz. 


Corredores se ajudaram e isso não se paga, nem se compra. Não tem EGO certo, nem premiação. Amigos meus de outros Estados me relatam, constantemente, que correr na natureza não tem comparação. Que o espírito é outro, bem diferente do encontrado em asfalto. Tentam me convencer a largar o asfalto, mas somos pobres de provas aqui. Eu sei disso galera e digo pelo pouco que já vivenciei. Mas a gente sabe que o bem é maioria em qualquer lugar, mesmo no asfalto, o que me faz seguir.

Com pessoas do Sul e de outros Estados ia batendo um papo a cada km rodado.  Tive vários parceiros durante estes 21 quilômetros percorridos. A cada km íamos conversando sobre nossas histórias em eventos passados. 

Um maratonista chegou a me reconhecer da Primeira Maratona da Bahia onde fui em missão de bike anjo. Fiquei sem graça, mas foi lindo este reencontro. Era um senhor. Ele disse: "foi você que me deu um doce quando passava de bike na maratona do ano passado?" Eu disse sim. Ele poxa linda, seu sorriso é inesquecível , valeu tua força naquele dia. 

Foi gratificante ouvi-lo. Por que eu sabia que daquele senhorzinho partia um gesto sincero. O vejo sempre passar pela orla da Pituba e até nos cumprimentamos (jeito de corredor). Mas naquele momento deu tempo de conversarmos. Ele seguia para os 42km da RD, mas falava da dificuldade que estava sendo aquela prova, e que seguia na dúvida se não retornaria nos 21k. Não sei qual foi a decisão. Mas espero que tenha vencido seu percurso.

Ainda na praia outros casos e mais casos... recordo-me de um rapaz sem camisa (por conta do calor) e bermuda preta que dividiu a sua garrafa de água comigo... aliás dividiu não, me deu. Oh garrafa milagrosa! rs! salvou 4 corredores. A banana que muitos falaram por que eu estava carregando, serviu para saciar a fome de 3. Estes são os gestos que ficam e devem ser preservados e descritos do evento. Não só os ruins, mas os que de fato demonstram a graça e o lema do evento. SUPERAR!!!! A cada limitação, um ombro de um corredor que de fato compreende nossas dificuldades. Esta era a graça do amadorismo que vinha lá atrás e que completava a corrida. 

Com todos os percalços que experienciávamos íamos com a certeza de que não desistiríamos e todos chegaríamos bem. Cada um a seu tempo. Por um momento um homem no km 14 disse: "menina me dá um pouco deste teu gás". Ah gente, nem sei de onde vem esta energia em dia de corrida. Pior que a minha é a de Lucas que não treina nada de piti biribas, pega uma virose dias antes e consegue concluir uma prova destas de 21km. E ainda chegar antes de mim. Que vergonha que sou. Mesmo com meus dois longões (14km, 15km) não passei dele rs!! Eta amore doido..... o que não faz por mim. Obrigada por ter se esforçado para ir conosco.  Por fazer meus gostos!


Seguimos, superamos e vencemos. Acabada de fome, cansada, com os tênis na mão depois de quase pisar na coitada de uma cobra eu completei a minha nona meia maratona. Valeu tudo. EU CHEGUEI!!!! Não bati a meta do ano passado. Sei lá no meu Garmin deu uma coisa, no resultado oficial outra. Mas e dai??? Ficamos combinados 2h54 neste percurso e finish. Sorriso nos lábios e partimos para a farra em Praia do Forte. Voltei para Salvador só no fim do dia.


O bom da vida é isso, saber driblar e tornar a vida mais leve. Houve falhas, erros, mas uma NOITE nunca dura para sempre. Reconhecê-los com a claridade e no dia seguinte é o melhor a se fazer. 




Admiração sempre grande pelos meus amigos BALEIAS. Vieram, correram e saíram de forma elegante, mesmo que em algum momento o evento tenha deixado a desejar. Esta é minha equipe linda!!! Espero que no ano que vem seja melhor galera. Que assim seja.


Sem mais é bola para frente!!! Gostamos das experiências que nos acrescentam!


PARABÉNS a TODOS que concluíram com êxito. Fomos todos guerreiros. 
Parabéns ao meu amor que sem treino algum completou os 21k (cheguei a duvidar de você), a Cidinha mulher retada, de fibra, Márcio amigo de Alagoas e todos os demais. Sem contar Fernando e Riva que foram podistas  e a todos os podistas em geral.

Forte abraço em todos!! Até a próxima galera.... AVENTURAS  abram alas. Vamos por aí!!! huuuuuu..... passou tão rápido! 
Venha logo RD2015!!!

6 comentários:

Bruno Sodré disse...

Lindo relato Dart! Esse é o verdadeiro espírito do RD! Em 2015 pretendo fazer 21, sigo em evolução: 5 Km, 10 Km... assim como este evento, que já faz é parte integrante das metas de muitos corredores apaixonados. Abraço

JOSÉ AMÂNCIO NETO - CORREDOR DA 3ª IDADE disse...

Parabéns Dart! Belo relato. Parabéns. Infelizmente uma prova com tal nível de dificuldades não dá para "o veinho" aqui encarar! Seria muito bom que você não tivesse tido necessidade de fazer "o outro", mas a vida é assim:nem tudo são flores! vamos seguir em frente! Abraços

claudiatedesco disse...

Dart,
já correu corrida de aventura? correr, pedalar, remar,...
Acho que você tem o espírito pelo que registrei durante a prova. Parabéns!
Até a próxima!
Claudia

Dora disse...

Dart, é um relato muito bem feito onde o amor é sentido em cada palavra lida. Sua paixão supera todas as possíveis falhas e sua alegria nos contagia a ponto de devorarmos o texto. Parabéns! 2015 OS BALEIAS estarão juntos e unidos.

Marcus Cezar disse...

Boa noite, li o relato de sua aventura, em um lugar paradisíaco. Um percurso com paisagens maravilhosas, cercada pela natureza e nada melhor para expressar essa grande emoção vivenciada por você, através das lindas fotos postada. É como dar a oportunidade de conhecer essa maravilha de Cidade aqui de tão longe. Que você possa participar de outras aventuras dessas...

http://corridasdomarcus.blogspot.com.br

Marcus Cezar disse...

Boa noite, li o relato de sua aventura, em um lugar paradisíaco. Um percurso com paisagens maravilhosas, cercada pela natureza e nada melhor para expressar essa grande emoção vivenciada por você, através das lindas fotos postada. É como dar a oportunidade de conhecer essa maravilha de Cidade aqui de tão longe. Que você possa participar de outras aventuras dessas...

http://corridasdomarcus.blogspot.com.br