domingo, março 18, 2012

XXXII Corrrida do Itaigara - a subida da última do verão!!!

Podista solo... quem encara esta corrida???


Se tivesse de escolher uma pintura que representasse bem este domingo, esta com certeza seria o quadro  "Mulheres Correndo na Praia"  de Pablo Picasso. Mas Dart ele não teria representado melhor o domingo retrasado???  Bem talvez para alguns sim, por se tratar de mulheres. Mas esqueçam as mulheres e abram os olhos e o coração.

Espero que você também seja um apreciador de pinturas, e como tal saiba que para cada pessoa este é interpretado sob uma perspectiva. Bem como um texto a interpretação de uma pintura é ampla e nos leva  a fugas antes inimagináveis. 


Mas vamos lá, por que meu domingo seria tão bem representado por este quadro?



Bem como já ressaltei esqueçam as mulheres, desprendam-se de quaisquer preconceitos de gênero. Percebam apenas a leveza do quadro, a liberdade e esperança que transborda deste. O céu limpo e  lindo, claro e azul. Penso que este represente bem o meu domingo. Primeiro por que tive, aliás tivemos um dia leve, bem animado, e acima de tudo por que aos poucos as coisas parecem ir voltando ao normal em minha vida. Apesar de ainda apresentar alguns sintomas da alergia, aos poucos com as mudanças que tenho feito na minha dieta, tenho sentido diferença. Afasto assim a preocupação com estar engordando ou não. Que se dane, se é para ficar bem que eu passe pelo que tiver passar. E daí??? .... aos poucos tudo voltará ao normal. Tenho certeza.


O domingo teve início, como já é clichê, com uma boa corrida. A corrida do Itaigara, esta realizada pela AVAB, com apoio da FBA. Como muitos sabem, eu costumo valorizar e acredito que todos deveriam fazer o mesmo com as corridas promovidas por ambas, federação e associação. Acredito que ainda que deixem a desejar e pequem em diversos sentidos, como por exemplo nesta corrida  falte placas de sinalização (de quilometragem) ao longo do percurso; de mesas que apoiem a água no trajeto ( minimizando o tempo que se perder para pegar água); bem como a presença de voluntários mais motivados (por que pelo amor de Deus nem vou comentar sobre os que participaram desta corrida), ainda assim precisamos valorizar nossa federação. Exigir melhoras, mas não deixar de correr por isso. Tudo bem, que quando critico as demais, deixo de correr, no entanto com relação a federação e AVAB não é deixando de correr que irão melhorar. Eles também precisam de apoio. ( Algumas destas queixas elencadas não foram só minhas, mas também de um amigo corredor que prefiro não citar nome sem a autorização do mesmo).


João Paulo, Cristina Cangussu, eu, Lucas e José Amâncio


Em se tratando da corrida e do percurso, como muitos sabem a corrida do Itaigara, assim como a dos Bombeiros é pauleira e muitos correm para não correr ela. Eu não fujo da raia e o que vier dentro das minhas possibilidades TÔ dentro. Se for para caminhar a gente caminha, não tem por que ter vergonha. O importante é participar. 


Nesta segundo meu amigo Robson, foram exatamente 4 ladeiras e mais algumas subidas ( uma prova de 9.120km)....eu até perdi as contas das ladeiras. De fato trata-se de uma prova bem técnica, mas que vale a pena se desafiar. 


Apesar de ter ficado mais de uma semana sem correr, por conta de uma dorzinha no joelho (e que tenho tratado com gelo e compressas), ainda assim fui correr. E valeu a pena!!! Depois deste descanso não senti desconforto e a corrida fluiu bem.


Eu e José Amâncio


Saí devagar e só fui aumentando a passada mais a frente, na verdade ainda assim concluindo com pace ainda de pangaré mas comparado a prova gostei. Corri muitas vezes ao lado da Rebeca, do Robson, enfim por ser uma prova dificultosa acabamos tendo companhia de outros. 


Conclui a prova com alguns segundos a menos que na prova do ano passado (57' fechado), na qual também subi no pódio em primeiro lugar (naquela com pelo menos umas 5 competidoras concorrentes). Nesta também subi, no entanto solo, já que não havia mais meninas na minha faixa. Não foi a única categoria a subir só (tiveram outras).



No mais, após premiação, que por sinal foi muito especial e eu queria muito pegar este troféu (devido a AVAB ter  homenageado o corredor Raimundo Bispo - da minha equipe do coração JC CORB, que faleceu ano passado sem saber que tinha um tumor maligno), fomos para o Parque da Cidade ouvir uma boa música.


Então me falem, tenho ou não tenho razão para dizer que o domingo foi leve e animado. Eu, Lucas e mais vários corredores, como Rodrigo Suzart, Nino, Robson, Expedito descemos para curtir o show de Márcia Short que por falar foi lindo e animado. (Minha mãe também acabou aparecendo com minha tia). O show foi ótimo e  o parque estava lotado.


Rodrigo Suzart, ( ) , Nino, eu, Lucas e Expedito


É isso galera, uma boa semana a todos!!! e até a próxima corrida (surpresa!!).

domingo, março 04, 2012

II Corrida Perfumada - toda especial!!! Aniversário de 2 anos de corrida e por coincidência troféu de 2° colocada!!!


Nossa, nossa assim você me mata!!! Foi esta a sensação que tive ao despertar da cama... assustadíssima e quase jogando o despertador no chão...aí que raiva!! (Vocês vão saber o por que).

Ontem, véspera da II Corrida Perfumada custei a dormir. Talvez tamanha inquietação, devesse a importância que a corrida de hoje tem  em minha vida. 

Mas Dart, uma simples corrida de 5km?? Por que tanta importância.... "Perá lá" que eu explico.


Há 2 anos atrás esta fora minha primeira participação em corrida. Eu tinha começado a correr recentemente e por indicação de um amigo fui participar desta. Jamais imaginando que a Corrida Perfumada viria a despertar tamanho interesse. 

Na I Corrida Perfumada, eu tinha pouquíssima experiência, aliás experiência zero e diga-se de passagem até fiz um tempo muito bacana (o que hoje já não é a coisa mais importante para mim). Na época, 2010 além de ter sido minha primeira corrida, consegui ter como companhia minha mãe, que também fez um excelente tempo. Mas que depois sumiu... será que o mesmo bichinho que me "picou", não pegou minha mãe?



Pois bem, após minha primeira participação na I Perfumada, inúmeras corridas vieram a fazer parte do meu cotidiano. Em 2 anos, foram exatamente 30 corridas ( percursos de 5km à 21k. Tendo sido 2 meia maratonas) e 3 pódios na categoria 25 anos. 


Contagem pouco me importa hoje... 
  


Cris Herbele, eu, Cristina Cangussu e Mirela



Se no início participar de MUITAS corridas era o máximo e aumentava meu "currículo". Hoje  enxergo que era pura inexperiência e infantilidade da minha parte.  Hoje vejo a corrida e os eventos numa outra perspectiva. 

Acredito que muito amadureci de lá para cá. E ainda tenho muitíssimo a aprender. Hoje me coloco frente a corrida de outra maneira. Vejo esta como HÁBITO. Como filosofia, mudança de vida que não basta colocar um tênis treinar e acabou. É preciso dedicar-se. Minha vida mudou muito frente ao atletismo amador e hoje não mais me enxergo sem a corrida. EU RESPIRO CORRIDA.... não que esta seja a prioridade da minha vida - até por que não posso.

...
 
Após esta breve explicação, explico por que nesta manhã fui tomada por um susto. Receosa do despertador não me acordar. Coloquei o mesmo para tocar três vezes. Eu realmente não estava errada, parecia que pressentia.  E foi o que aconteceu...

Simplesmente o despertador tocou as três vezes, se é que tocou. E eu não ouvi. Acordei às 6:40 e num susto dei aquele pinote da cama.  MEU DEUS.... Não vai dar para chegar as 7:30 no Farol da Barra. E agora...???

Nem pensei, corri para o banho, me vesti, engoli uma vitamina da banana (afinal café não dava tempo) e sai comendo uma pêra.  Exatamente às 7:03, tão rápido assim estava na Manoel Dias. Ônibus que é bom nada... e o tempo passando. Pensei não tem jeito vou perder a corrida. Foi o momento em passou um táxi e não tive outra escolha que não pegar o táxi.

O motorista nem me deu tempo de negociar, bateu o taxímetro enquanto eu ainda pensava será que tenho dinheiro?? Etá zorra.

Motorista quanto será que vai dar isso até o Farol?? ele ah preço x..... Chegamos na Ondina e o preço já ía que ía...apesar de termos entrado num acordo. Mas a rua já estava fechada... e não tinha como passar. Já batia 7:15 no meu relógio.  Ainda faltava mais ou menos 2km para eu chegar ao Farol. Não tive escolha e desci correndo, já que ainda estava sem meu número de peito.

Ofegante cheguei ao Farol 7:26, foi o tempo de pegar o número de peito, guardar a bolsa e ir para a largada.

 TAMANHO SUFOCO... E a corrida apenas ía começar.

Comecei num ritmo bom, ao meu ver consideravelmente melhor do que eu esperava. Não curto muito corridas de 5km, mas gostei muito desta. 

Estava numa velocidade bacana, até chegar na Ondina. Se não tivesse acontecido um imprevisto acredito que concluiria melhor do que esperava. No entanto ao chegar quase em frente ao Othon, um mulher desmaiou. Cris já tinha parado para ajudá-la e eu o fiz parando também. Um rapaz me deu uma garrafinha de água para jogar nela, mas me esquivei em jogar, afinal nunca se sabe. Como não havia muito o que fazermos e logo em seguida a moça levantou, seguimos correndo. (Lá embaixo falarei um pouco da imprudência das pessoas....)

Segui correndo com Cris, agora juntas. Muito bom ter a companhia dela. 

Assim que fizemos a volta. Outra moça passando mal, parecia que tinha vomitado e agora estava sendo atendida e jogando água. Mais uma vez, aquelas cenas foram ficando para trás.


E seguíamos... eu já pedindo, tomara que ninguém mais passe mal. E agora reduzindo o passo....

Conclui  a corrida, pelo meu garmin em 28'14s. Comparando com a minha primeira, que nem tinha experiência, aquela foi em 28'32s, bem menos. Como houve parada não sei qual será o resultado oficial, acredito que seja um pouco mais. No início da corrida meu pace ía em 5'45s pena que parei e também reduzi. Como todos sabem, não fico buscando resultados... mas claro que resultados próprios sempre nos desperta a continuar treinando.(Ops hoje fiquei sabendo que fui a 2° colocada na faixa etária e tenho direito a troféu - 05/03)

Agora retomando os casos de pessoas passando mal durante a corrida. Esta não é a primeira, nem segunda e nem terceira neste blog que falo sobre isso. E mais uma vez friso, fatalidades acontecem. Mas infelizmente tem pessoas que buscam e acham. Poxa, após a gente socorrer... A menina que passou mal, sei lá desmaiou ainda voltou a correr... Olha podem me chamar de medrosa, mas digo prudência é a melhor coisa que existe. Se eu posso passar mal?? Claro, ninguém esta isento, mas gente é preciso cuidado.

Corridas tem toda semana...Não é em uma que você precisa dar o seu máximo. Se a corrida não foi boa hoje, deixe para semana que vem, mês que vem. Mas não coloque seu corpo em risco. Passou mal, pare, caminhe se for preciso. Mas não retome se não estiver bem..... CUIDE-SE!!!

No mais amigos, foi um dia muito bom!! Valeu a pena tanto sufoco para chegar a corrida. Valeu ter reencontrado Ivone, Cris, Cristina, Mirela, Sônia, Zezé, Hilda, Oliveira, Lucas enfim todos que pude encontrar. 

Sônia, eu, João e Cristina

Melhor ainda conhecer o João e após a corrida seguir como o mesmo e Cristina Cangussu para 1ª Etapa do Campeonato Baiano de Triathlon para encontrar Lucas e Thiago. O triathlon também foi bom. Valeu a pena!!

 Lucas e Thiago Pêssoa (coxinha)

Aproveitando quero agradecer a Rodrigo Suzart do Clube Equilibrium por ter realizado minha inscrição nesta corrida já que eu estava lotada de coisas durante a semana. Obrigada a todos!!!

E uma semana MUITO ESPECIAL.... De volta às aulas Fim de férias da faculdade.

Troféu de 2 lugar
 Pena que como não sabia, não fiquei para receber.

ps: Esqueci de dizer por que o nome da corrida é Perfumada. Esta é uma corrida somente de mulheres e em homenagem a estas. Uma corrida contra a violência a mulher.