quinta-feira, janeiro 26, 2012

Entrevista nº 8 - Miguel Delgado

Como já é de praxe, todo fim de mês por aqui, pintar uma personalidade nova. Este mês não seria diferente, muito pelo contrário após a Corrida Sagrada precisaria "daquela pessoa" para abrir o ano com chave de ouro. Precisava ser quela pessoa ESPECIAL e MARAVILHOSA que tive a oportunidade de conhecer primeiramente via blog - estendido a e-mails e mais adiante "ao vivo e em cor laranja" no Circuito Athenas -  quando fui correr em Belo Horizonte.

Corredor simples e de bem com  a vida, desprendido... que não esta nem aí para o que falam, nem mesmo quando correndo o chamam de baleia.

Baleia?? Como foi que ouvi?? Ou Baleias?? Ao ser chamado de Baleia Miguel até achou engraçado e passou a chamar seu grupo de Baleias. Oh!!! Miguel Delgado poucos momentos de convivência, algumas horas por telefone, outras por muitas mensagens e simples assim digo: este é o "CARA".  Cara este que ficar mais de cinquenta minutos conversando com ele por telefone não cansa - Quem será que tem mais conversa?? Eu ou ele?? risos!

Aquela pessoa que só de você lembrar dela relembra a Equipe Baleias, relembra as risadas gostosas compartilhada ao lado dele e na qual passar um minuto com ela já é motivo de felicidade. Miguel talvez fosse um típico baiano que transpira e contagia o "mundo" com sua alegria. O tipo de corredor que faz da corrida prazer, festa e que apesar de não acreditar que seja exemplo para os outros nos tem muito a passar. Suas experiências só mesmo cartão de crédito Baleias compra, e o mundo inteiro quer ser Baleias... (até eu...risos!!)

Sintam-se a vontade para conhecer meu amigo corredor Miguel....


Nome – MIGUEL DELGADO
Idade – 48
O que faz? - Corro
Há quanto tempo corre? – 12 anos
Equipe - Baleias
Onde mora – Belo Horizonte - MG
De onde é – Juiz de Fora - MG



Como surgiu a corrida em sua vida?

Estava pesando mais de 110 quilos e nas férias na praia os pés inchavam todas as noites. Um primo viu e disse que na volta a Belo Horizonte começaríamos a caminhar para depois correr e com isso tentar reverter aquele peso todo. Perdi 16 quilos na época e já achei vários deles de novo, mas nunca mais parei de correr.


Qual a sua maior realização frente a este esporte?

O fato de continuar por anos a fio gostando de correr. Já gostei e larguei muita coisa pela vida a fora. E a Equipe Baleias também, que é um sonho realizado todo dia.


 A corrida atrapalha ou influencia sua vida? O que ela muda em você?

Correr é bom demais e é o que mais gosto de fazer. Penso nisso o tempo todo, estou sempre fazendo planos. Ela ajuda, influencia, atrapalha, toma tempo que não devia, me faz cometer excessos e talvez loucuras, em resumo ela dá um tempero especial na vida. Gosto demais disso.

Quais são seus horários de treinamento e em média quantos quilômetros costuma fazer por dia?

Gosto de treinar pela manhã e procuro fazer três vezes durante a semana uma hora e um longo no final de semana de no mínimo 18 km, que é o tamanho da lagoa da Pampulha. Mas não há regularidade. Quando a temporada de maratonas começa uma acaba sendo o treino da outra e os intervalos servem para descansar.



Você faz alongamentos antes da corrida? Ou pratica outra atividade para ajudar na sua performance?

Não faço alongamento, nem musculação, nem pratico outras atividades. Gosto só de correr.


 No dia anterior a corrida como costuma ficar?

Nos dias anteriores à maratona procuro não me alimentar em excesso nem comer comidas de digestão difícil, então evito carne vermelha e fritura. Gosto muito de me alimentar de sanduíches na véspera. E também não bebo bebida alcoólica e tomo muito isotônico. Gosto de chegar na maratona com o tanque cheio dessa bebida. Gosto também de tomar o café da manhã no máximo duas horas antes da largada.


 Dentro deste esporte qual foi o fato mais engraçado que já enfrentou?

Na verdade não é um fato engraçado, é apenas a constatação de que Maratona engorda. O emagrecimento, ou sua tentativa, é parte da minha vida de correr e depois que passei a fazer muitas maratonas nunca mais baixei o peso, ao contrário, luto muito com o aumento. Acho que a turma que come e bebe mais, sou muito dessa turma, quando começa a fazer maratonas acha que pode comer com liberdade porque vai fazer a maratona e depois de corrê-la acha que merece comer assim porque fez um grande esforço, com isso, a perda que ocorre na maratona costuma não dar nem para descontar o excesso pré-prova.


 Quais as dificuldades que você enfrenta? (Pode ser na vida ou dentro do próprio esporte).

A grande dificuldade é conciliar as vontades. Quero correr todas as provas no Brasil e no mundo, mas também quero ficar com meus filhos e não tenho grana para levá-los em todas as provas em que eu poderia ir. Essa administração é um pouco difícil e nem sempre dá para deixar todo mundo satisfeito, mas não posso reclamar de nada pois tenho um grande apoio familiar para cumprir o delicioso calendário das corridas e viagens durante o ano.  


Qual foi sua maior prova?

A minha maior prova foi a maior em todos os sentidos. Embora, talvez, não seja considerada uma prova oficial é a que mais me marcou e que guardo com mais carinho na minha vida de corredor. Em 15 de janeiro de 2011 participei da Ultra Maratona da Acorja de Recife em homenagem ao aniversário de Ricardo Ramos. A prova chamou-se Ultra Maratona do Galinho e tinha 54 quilômetros. http://baleias-corridaderua.blogspot.com/2011/01/baleias-tarahumara-e-acorja-do-recife.html

Cheguei a Recife para prestigiar os amigos e principalmente Ricardo Ramos, o aniversariante, Gilmar Farias, figura impar nesse mundo e Júlio Cordeiro, amigo dos melhores entre os corredores. Nunca tinha corrido nada mais do que maratonas e coincidentemente terminei de ler no avião um livro (Nascido para Correr) de ultramaratonas que havia ganhado de meus filhos. Fiz um dia anterior completamente atípico na alimentação, mas também abençoado e larguei às 4 horas da manhã sem saber quantos quilômetros faria. Ricardo Ramos, o Galinho, já havia me dito que eu poderia fazer o que quisesse pois ele já estava satisfeito de eu estar lá. Fui correndo, correndo e sei que naquele dia eu correria todos os quilômetros que me indicassem. Recebi a companhia de Marinês Melo no percurso, uma companhia mágica e inspiradora e recebi também o apoio logístico de Gilmar Farias que por 8 horas parou o seu carro de um em um quilômetro para nos dar água e isotônico.
Digo que corri em várias cidades brasileiras, corri em Paris, Roma, Berlim, Budapeste, em todas as capitais da América do Sul com exceção de La Paz e Georgetown e jamais fui tão feliz, jamais me emocionei tanto e fiquei tão orgulhoso de mim mesmo do que em Recife, naquele dia.


Caso tivesse que dar alguma dica para um sedentário que esta começando a correr, o que você falaria?

Digo o que disseram para mim e deu certo. Caminhe e corra um pouquinho, dependendo da sua condição, todos os dias por cerca de três a quatro meses. Vista a roupa e saia de casa todos os dias para se exercitar durante esse período de tempo que a chance dessa atividade entrar para sempre na sua vida é imensa. E se entrar, só terá alegrias a colher.


Por fim deseja nos dizer mais alguma coisa?

Digo que fiquei muito feliz com o convite de participar dessa seção de seu blog, mas queria dizer que não sirvo de exemplo para a atividade esportiva porque não sou um atleta, sou um cara que gosta de correr, gosta de viajar para correr, gosta mesmo é de toda a onda que a corrida proporciona e ama o Mundo Baleias.


Em minha primeira presença, em corridas de Belo Horizonte - Miguel e Zilda, Wu, Lucas e Rosi

14 comentários:

Jorge disse...

Dart muito bom o relato do Miguel, conheço ele muito bem e estive com ele neste final de semana na Rocinha
ele diz no texto que não é exemplo para ninguém, discordo dele, pois quando ele começou com um pequeno grupo de corredores eu vi este grupo crescendo e com certeza ele é exemplo sim para muitas pessoas...Miguelito parabéns meu caro que vc continue firme e forte e que Deus te abençoe e te ilumine com muita saúde para continuar correndo e nos alegrando...

Bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

Corrida Feliz disse...

Exemplo de vida hiem!! Quero chegar aos 48 como ele!! Correndo muito!!! Parabéns pelo post Dart!!
Bons treinos
Fernanda
http://corridafeliz.blogspot.com/

Roberto Encarnação (Bikeselva) disse...

Bela entrevista
A corrida realmente, muito mais que competição, é uma forma de vida.
Abraços!

elis disse...

Dart, arrasou!

Miguel é tudo de bom! e pra mim, é um dos melhores exemplos que há nesse mundo de corridas e corredores!

Eu ganhei esse presente na minha vida: conhecer alguém tão legal, tão companheiro, amigo, festeiro, que verdadeiramente ama as corridas, e valoriza tudo de bom que ela nos traz!

e conhecer Miguel ainda me levou pra um Universo paralelo: os Baleias!

ser Baleias está transformando a minha vida, me descomplicando, me fazendo uma pessoa melhor e mais leve(esse leve é só no sentido figurado rssss)

Correndo ao lado de Miguel a gente até se esquece dos quilômetros, tamanha a diversão e aprendizado!

bjs
http://elismc.blogspot.com

Samuel disse...

Mais uma bela entrevista!

Parabéns ao miguel pelo exemplo que passa para todos nós.

GILMAR FARIAS disse...

Dart,
Fiquei emocionado com essa entrevista. Ser lembrado por Miguel Delgado (o guru das corridas) é um verdadeiro prêmio. É muito difícil não gostar dessa criatura.
Você foi muito feliz na escolha do primeiro entrevistado de 2012.
Boa sorte nas matérias da Contra Relógio e um dia espero te encontrar em alguma corrida.
Nos dias 24 e 25 de novembro de 2012 faremos a Ultramaratona 300 km Salvador x Aracaju.
Contamos com a sua participação.
Beijão!
Gilmar Farias
www.fotocorridagilmar.blogspot.com

Claudene Gonçalves disse...

Parabéns pela entrevista formulada. O testo inicial ficou muito agradável de ler e as perguntas bem elaborada.

Miguel, parabéns pelo exemplo.

Bjs,

Clau
http://misturacult.blogspot.com

Ricardo Hoffmann disse...

Oi Dart, muito legal essa entrevista. Os que tiveram o privilégio de encontrar Miguel pelas corridas, se apaixonam. O gordo é sensacional.

BALEIAS disse...

Minha querida Dart. Chique demais ser estrela em seu blog. Você foi por demais gentil comigo em suas palavras e os amigos nos comentários também. Valeu. O seu carinho e também dos leitores de seu blog deixa a vida muito mais alegre. Muito obrigado por tudo. Miguel Delgado, um gordo esforçado.

Mari Sereia Baleias disse...

Olá Dart, muito feliz sua escolha, o post ficou show, esse gordo dá um brilho especial onde chega, grande privilégio o nosso em ter conquistado um espaço nesse bando que nos enche de orgulho em sermos reconhecidos com essa logo Baleias estampada no peito, somos queridos, amigos, companheiros, porém Miguel é a estrela maior que brilha e nos chapista de todos os lados com esse amor e dedicação que exerce sobre nossa equipe. Ele é o CARA sem dúvida.Adoro esse gordo!!!

abraços.

Paulo Corrida de Rua BH disse...

Olá Dart, parabéns pelo seu blog.
Ontem, 05/02, conheci o Miguel em Nova Lima/MG. Participamos da Mini Maratona de Nova Lima. Conversei com ele por uns 10 minutos, tempo suficiente para ver como esse cara é gente boa.

Parabéns Miguel, continue firme e forte. Quero te ver correndo com 100 anos de idade.

Abraço,

PauloBH
corridasdopaulobh.blogspot.com

Daniel X. disse...

Parabéns pelas entrevistas que tem postado em seu blog. A troca de experiências é muito importante para os atletas.
E tb é bom mostrar os anônimos das corridas de rua que, apesar de parecerem meros coadjuvantes, são as verdadeiras estrelas dos eventos, já que são eles que fazem as engrenagens girar.438. edianexp

Daniel X. disse...

Parabéns pelas entrevistas que tem postado em seu blog. A troca de experiências é muito importante para os atletas.
E tb é bom mostrar os anônimos das corridas de rua que, apesar de parecerem meros coadjuvantes, são as verdadeiras estrelas dos eventos, já que são eles que fazem as engrenagens girar.

CORREDOR DA TERCEIRA IDADE disse...

Muito legal esta entrevista Dart! Parabéns! Mesmo sem conhecer, já gosto do Miguel! Espero conhecê-lo em breve. Quem sabe ele trará os Baleias para participar da Meia Farol a Farol e aproveitará para apoiar a iniciativa Pró-Maratona de Salvador. Seria muito bom. Abraços.