segunda-feira, outubro 31, 2011

Entrevista nº 5 - Sandrinha Grisi

Como já havia prometido, este mês de outubro pintaria uma mulher aqui, afinal só vínhamos com homens nestas entrevistas passadas. Mas esta além de mulher é uma guerreira e que admiro muito muito muito.... 
Foi quem pela primeira vez me apresentou a  minha equipe e a dela também. Quem me fez cada vez mais acreditar em meu potencial e que com palavras de conforto foi me mostrando que eu superaria e era capaz de cada desafio que me propus. Seja no presencial ou a distância, esteve presente e se faz presente... Uma pessoa que admiro e sempre irei admirar, pela sua alegria contagiante e sua leveza de não estar aí para o que os outros comentam ou deixam de comentar. Que vive a vida sem se preocupar com as coisas, ou que se não for assim pelo menos sabe driblar muito bem. A admiro muito e apresento a vocês Sandrinha, uma Ultramaratonista da alegria.
Sintam-se a vontade para ler cada trechinho que ela diz.... de muita sabedoria.
Nome – Sandra Maria dos Reis Grisi
Idade – 58 anos cronológicos 
O que faz? - Sou Fiscal da SEFAZ Estadual e corro por puro prazer
Há quanto tempo corre? – Há exatos 6 anos
Equipe – J.C.CORB de ATLETISMO e sou patrocinada pela ACADEMIA HAMMER
Onde mora – Pituba – Salvador / BA
De onde é – GANDU-BA


Como surgiu a corrida em sua vida?

Após a abstinência do cigarro fui, por recomendação médica, procurar uma atividade física pois aumentei muito meu peso corporal e tinha muitas dificuldades como dores na coluna, dores nos braços e pernas, cansaço, etc... Estava entrando literalmente na “idade do condor”... rs Atrevida como sempre, comecei por conta própria a correr na esteira e daí me convidaram para correr na rua. Nem poderia imaginar que aquele convite se referia a uma MEIA MARATONA ( a internacional da Bahia) que estava a menos de um mês para acontecer. Antes disso, ao comprar meu primeiro par de tênis de corridas fui alertada pelo EDSON ZOGBY de que dali a quatro dias haveria uma prova de 10km e aquele seria o último dia para inscrição. Inscrevi-me e parti pro abraço sob protesto da família e do meu Personal Trainer, o grande RAFAEL SEARA da Academia HAMMER. Ali naquela 2ª. CORRIDA RÚSTICA DE ITAPAGIPE corri minha primeira prova e nunca mais me afastei nem consegui sobreviver sem esse esporte que vicia e apaixona!


Qual a sua maior realização frente a este esporte?

A felicidade de nunca mais saber quanto custa sequer uma dor de cabeça. Ter minha saúde em dia e só de ir a médicos para exames de rotina. O prazer de conquistar muitos amigos quase irmãos, isso não tem preço. Trazer outras pessoas para compartilharem dessa felicidade também é uma grande realização. O exemplo do meu sobrinho LUGAS GRISI, que me acompanhou desde essa primeira prova de ITAPAGIPE sem nunca ter corrido e o fato dele ser hoje um grande ULTRAMARATONISTA me remete a uma grande realização. Ver meu filho TIAGO GRISI correr sua primeira prova de 10km na boa e o meu marido correr as provas alternativas e encarar a FAMILY RUN no Rio de Janeiro após 40 dias de uma cirurgia de um câncer....Tantos outros prazeres que me realizam nem daria pra citar aqui pra não ser tão prolixa.


A corrida atrapalha ou influencia sua vida? O que ela muda em você?

A corrida influencia e muito na minha vida mas só de forma positiva. Até as lesões que porventura surgem me são bem vindas porque sei que fazem parte do meu kit atleta...rs O que ela muda em mim é exatamente essa coisa de ser muito mais feliz, um complemento para essa vida agitada do corre corre e do dia a dia que enfrentamos. Através da corrida exorcizo tudo que de mal me possa ameaçar. Com meu par de tênis nos pés, eu me torno grande, poderosa. É através da corrida que tento superar a falta da minha mãe e creio que se não fosse meu esporte teria sucumbido junto com ela.


Quais são seus horários de treinamento e em média quantos quilômetros costuma fazer por dia?

Não uso métodos, nem normas. Treino de forma livre e essa coisa de garmim, planilhas, tempos etc e tal, estou fora. Posso passar um dia inteiro treinando, correr 30, 40 km por dia como posso passar três ou quatro dias sem treinar a depender do que ocorra. Apesar de todo amor pelo meu esporte, essa não é uma prioridade na minha vida. É parte dela. Gosto de treinar pela manhã e às 5:30h já estou na Academia onde faço todas as aulas possíveis e imagináveis...rs Musculação, Power Jump, Body Step, Body Balance, Bike, Body Pump(amo), Pilates tudo que remete a esforço físico, é comigo mesmo mas sem essa coisa de fanatismo. Às terças e quintas às 6 da manhã treino com meu Prof. GUGU da Equipe J.C.CORB de Atletismo e nos demais dias fico por conta da Academia e por minha própria conta...

Você faz alongamentos antes da corrida? Ou pratica outra atividade para ajudar na sua performance?

Antes das provas alongamento leve, mas primo pelo aquecimento. Musculação, imprescindível e outras atividades aeróbicas que ajudam no meu desempenho.


No dia anterior a corrida como costuma ficar?

Se a prova for de longa distância, acima dos 42km, costumo ficar sem dormir...rsrs Nunca me acostumo e a apreensão se apodera de mim a cada desafio. Mas isso não me prejudica, já faz parte. Sou assim e é assim que meu corpo reage a uma TPM......(Tensão Pré-Maratona...rs) ou TPU (Tensão Pré-Ultramaratona)...rs Alimentação normal sem esse ritual de jantar de massas. Quando vou a algum é só pra rever os amigos porque não me alimento direito véspera de prova. Não como nada diferente porque nunca sei como meu corpo vai reagir. Gosto de estar bem hidratada, isso sim.


Dentro deste esporte qual foi o fato mais engraçado que já enfrentou?

Gente, são tantas coisinhas que até fica difícil citar uma. A forma inusitada como conheci o ROBERTO ENCARNAÇÃO foi uma delas. No percurso da Maratona do Rio, ele já dobrando a prova, foi engraçado porque a gente já se conhecia virtualmente, até éramos amigos e fomos apresentados pessoalmente num local onde ambos são apaixonados: NUMA MARATONA. Outra coisinha engraçada (sei lá se foi pra todos) foi quando eu estava no 6º. lugar geral numa ULTRA DE 24h no Rio Grande do Sul em maio de 2010. Estava conformada porque não iria ao pódio principal mas estava em 1º. da faixa e administrando a diferença. Às 3 da manhã algumas atletas foram tirar um cochilo e eu fui em busca do 5º. lugar, tentando vencer os 8km que me separavam da minha colega. Tirei o tênis dos pés e parti de meias mostrando o que a baiana foi fazer ali. Terminei em 3º. no geral e quando voltaram da soneca o estrago já estava feito...rs Eu achei engraçado, né??? rsrs Como diz o ditado, atirei no que vi e matei o que não vi.


Quais as dificuldades que você enfrenta? (Pode ser na vida ou dentro do próprio esporte). 
 
A maior dificuldade que encaro é o fato de ainda estar trabalhando e precisar de folgas para viajar pra correr. Não deixo de ir, claro, mas não é tão fácil. A falta de patrocínio é outro contraponto porque ninguém quer investir numa atleta de 58 anos ainda que essa traga resultados positivos como faço em todas as minhas ULTRAPROVAS. Tenho ajuda apenas da minha ACADEMIA do coração, a HAMMER mas poderia ser incentivada por tantas outras instituições, eu sei.


Qual foi sua maior prova?

Considero MAIORES todas as provas que faço. Desde uma corrida de 5km até uma ULTRA de 48h. Cada uma tem a sua característica, peculiaridade e importância mas entendo perfeitamente o sentido da pergunta. Então em se tratando de distância a maior foi uma ULTRAMARATONA DE 48h aqui na minha cidade do SALVADOR-BA onde percorri 181km (poderia fazer muito mais porém não me deixaram e se fosse hoje teimaria e passaria dos 200km) e fui a campeã feminina da prova. Simplesmente inesquecível, saudades de correr uma ULTRA aqui.


Caso tivesse que dar alguma dica para um sedentário que esta começando a correr, o que você falaria?

Se já começou a correr, não preciso dizer mais nada. Tenho certeza de que já foi contagiado.Apenas peço a Deus que continuem e que tenham cuidado com os machucados. Se sentirem algo estranho não se acanhem em caminhar e evitem o máximo passar mal porque nesse esporte ninguém tem de provar nada pra ninguém e creio ser o objetivo vencer seus próprios limites com muita mas muita responsabilidade.


Por fim deseja nos dizer mais alguma coisa?

Dart, amiguinha querida, minha colega das corridas, quero apenas agradecer por essa oportunidade de falar um pouquinho de mim (chato né?) rs e de participar desse seu espaço tão querido e amado por todos que o visitam. Que você continue essa pessoinha do bem, essa amiga querida, essa colega maravilhosa e essa atleta competente e responsável que tive o privilégio de conhecer, mais um presente que meu esporte me proporcionou. Esses são os verdadeiros ouros das corridas, as pessoas que passam a fazer parte das nossas vidas e dos nossos corações.

PARABÉNS pelo seu BLOG e obrigada por tudo que nele aprendemos.



Registro do dia em que conheci a Sandrinha Grisi (Corrida dos Correios 2010), ao lado o atleta Alan



Telefone de contato de Sandrinha - (71) 9966-4417

domingo, outubro 30, 2011

Track&Field RUN SERIES em Salvador - Quebra de recorde pessoal

 
Mesmo passando por uma crise alérgica que muito tem me incomodado por estes dias, tendo ontem tido uma  reação chatinha e feia, ainda assim hoje fui participar da corrida Track  e Field Run Series. 

Minha única preocupação era em saber se estes medicamentos de alergia fariam mal correndo, isso por que em um deles diz que há uma diminuição da tolerância de carboidrato. E eu sabia lá como isso poderia se manifestar??? Fora aceleração... Mas me informaram que não teria problema algum e fu.

O dia amanheceu bonitão!! E a corrida foi bastante agradável, inicialmente com um solzinho quente, mas que logo do 3km em diante a chuva deu o ar da graça para nos ajudar - detalhe só choveu no local do evento. Na minha rua e demais lugares da cidade - nada de água. Claro que Pedrinho fez isso para nos apoiar.  

Desta vez Lucas não quis ir correr (senti falta dele), sendo assim fui apenas na companhia de Leandro e Leonardo. Achei o local do evento muito bom devido a já estar cansada dos percursos frequentes e apesar de não gostar de correr em circuito fechado curti a corrida.


Optei correr com o frequencímetro por conta da alergia (apesar que costumo fazer isso mesmo), assim eu poderia ter uma noção da frequência, batimentos... se estava tudo na linha. 

Novamente correndo na companhia de Leonardo havia me prometido que desta vez não iria cair na lábia dele e corri pensando só em mim, mas ao mesmo tempo incentivando-o.... acelerei. Hoje mesmo receosa, fui coelha...e  Leonardo um ótimo parceiro. Até reclamou uma ou duas vezes que tava muito puxado, fez que iria reduzir, falou para eu seguir sozinha. Mas eu tinha certeza que ele conseguiria chegar muito bem e fui puxando. Tô me sentindo hem....
  
Acredito que foi uma das minhas melhores corridas. Excelente organização, muitos postos de hidratação. No entanto achei que houve falha apenas em determinados trechos do percurso que ficaram  apertados por conta da faixa que isolava.  Também senti falta de mais tendas das equipes (acredito que deveria ter tido um incentivo maior para que mais pudessem estar lá) e achei que ficou um pouco espremido o espaço que ficamos. No entanto parabenizo a Latin Sports por pela primeira vez estar em nossa cidade e já ter realizado boas corridas. Adoramos!!!! Muito lindo tudo e feito com muito carinho. Seja a o kit que eu particularmente adorei!! (Viseira, camisetinha linda, meia...). Pretendo participar das demais.




E sim se tudo foi lindo e maravilhoso pude reencontrar os amigos Samuel, Rebeca, Lu, Mau Mau, Emerson e esposa, Cristina, Cris, Oliveira e muito mais gente...

vamos ao destaque do dia...!! RECORDE PESSOAL: Ainda que venha sem treinar estes dias (tendo treinado apenas na quarta 5km), consegui bater recorde pessoal. Consegui fazer meus 10km em 56'51seg . Foi a alegria do dia!!!

Outra novidade é que como eu já esperava, Ju Verás e João (seu namorado) vieram de São Paulo correr e conseguiram conquistar (ambos) 1º  lugar no pódio. 

 João e Ju Verás

 Claro que isso mereceu eu e Lucas levá-los para um tour pela cidade, com direito a acarajé e açaí. Terminamos o dia bem...

Mas não poderia esquecer de uma coisa. Meu amor foi me encontrar no fim da corrida e aí sim ganhei a corrida. Por que claro a minha estratégia de veio das dicas dele. Que tentou me passar tudo direitinho na noite anterior. Obrigada Lucas!!!

 

domingo, outubro 23, 2011

XXVIII Corrida da Asa - Aniversariando os 10k!!!


Confesso que hoje foi um daqueles dias em que eu preferia ficar acomodada em minha caminha e não sair para correr.  Nossa!! Salvador desde terça só chove e desta maneira desde o meu retorno da meia maratona de BH que não faço um treino se quer. Vergonha dizer isso, mas é verdade. Primeiro por que, assim que chegamos de viagem fizemos outra viajem; segundo estávamos com visita, aliás Lucas estava (não deixa de ser eu também). Visita boa é claro e sempre bem vinda!!

Sendo assim duas semanas sem correr, chuva em Salvador, sono mais tarde, horário de verão... e Dia feio!!! Ah!! vontade de ficar em casa mesmo e na cama se possível.  

Ops, claro se não fosse um CELULAR e um monte de amigo fominha enchendo o saco para correr!!!

 Turma de fominhas...que mesmo na chuva sai para correr.

Acordei as 5:25 só para espiar o dia.  Estava aquela chuvinha fraca. Levantei, me vesti e fui para o café. Nem sabia o que comer e nem estava a fim de preparar nada especial. Mas claro café nunca pode faltar. Aquela preguiça.... eu quase desistindo de ir. Mas eis que as ligações começam:

Lucas: "Dart não vou para a corrida hoje não". Insisto mesmo (também) sem vontade de ir.... Não tem conversa....com Lucas se ele diz não vou, não vai mesmo.

Leonardo: "E aí vamos???Tá pronta??"   Eu tentando me sair.... "Tem certeza?? bora não....olha que chuva boa".

Paulo tentando me convencer: "Dart a gente vai e fica dentro do carro, olhando a chuva. Se parar a gente corre, se não a gente volta". kkkkk!!! 

A melhor proposta foi a de Paulo é claro...risos!!! sair de casa para olhar a chuva pelo retrovisor. kkkk!!! 

E nesta ladainha toda, a chuva resolve nos sacanear literalmente (desculpem o palavreado), mas foi isso mesmo. Estiou um pouco. O pai de Leonardo me buscou e na insistência ainda paramos em frente a casa de Lucas e a mão armada o fizemos entrar no carro para ir correr com a gente. Tadinho... Pensaram que eu iria me molhar sozinha??? Nada..... levei meu "chuchus" também.





Quando chegamos no local do evento, o pelotão feminino já havia largado. E como, na verdade, eu nem sabia quanto tempo tinha que elas haviam saído, optei por largar junto com o pelotão masculino. Isso mesmo... Mesmo sabendo que estava sendo cronometrada pelo pelotão feminino fiz esta escolha. Por que afinal o que importa é meu tempo e não o que os outros acham ou deixam de achar. Apesar de alguns ainda terem me aconselhado entrar na "tora" no meio do povo, de forma errada. Mas fui sensata e fiz o que pensei no momento deixei para sair com os homens. Afinal o que é marcado em meu relógio que é meu referencial.... Independente de tudo, eu só não queria ser a última do pelotão feminino e isso só amanhã para saber. Mas sei que deixei muito marmanjo para trás....ahhh se deixei.

Desde a largada, corri o tempo todo com Paulo e Leonardo, que por sinal Leonardo agiu de má fé com a gente....risos!! Estrategista do "caçamba", aliás sacanagem pura o que fez com a gente. Deduro logo. Mas ele é novo na equipe, a gente até releva. Olha o que ele nos aprontou: O tempo todo durante a corrida, ficou dizendo que estava com dor de "facão", com isso e com aquilo,  passando mal. Chegou até a se benzer (e eu e Paulo esperando ele). Pensei até que ía parar por que estava tão vermelho. Quando é no final, depois de termos reorganizado nosso tempo para aguardar ele, ele tenta agir de má fé dando um sprint e querendo passar por cima da gente ... Hem seu Leonardo??Que coisa feia. Até no regulamento da corrida diz que isso é proibido e será desclassificado o atlteta que (item) 8.Ultrapassar dentro do Funil de Chegada - SE LIGUE rapaz!!! Risos!!


  Leonardo, Erlon, eu, Paulo e Lucas


Isso não acontece em nossa equipe né Paulo?? E de fato  Paulo não comeu pilha e isso não colou com ele, que passou na frente dando um sprint mais avançado. Eu como não entro nesta nem cedi espaço, fiquei e me mantive correndo como vinha correndo. Que coisa feia!!! Da próxima a gente nem espera, deixa lá (brincadeira, mas é sério).

Bem mas voltando aos pontos nos IS... esta foi uma corrida bem legal apesar dos percalços e dificuldades que nos fizeram regrar mais a velocidade  (por exemplo invasão de carros em todo percurso, muita poça, muita chuva...). Foi mais uma das corridas tradicionais que eu adoro e que novamente nos possibilitou reencontrar os amigos de sempre e fazer novos. Muito bom MESMO!!Continuo ressaltando que adoro estas corridas da FBA. São nestas corridas que vemos de fato quem gosta de corrida. Por ela ser bem simplesinha.

Ah só relembrando....esta corrida também tem todo um ar de especial para mim. Foi nela, ano passado, que estreei meus primeiros 10k e que hoje comemoro com muito PRAZER em dizer continuo correndo e hoje já sou MEIA MARATONISTA. Enquanto ano passado eu celebrava 10k, hoje celebro 21k e quem sabe ano que vem 42k??  Vamos ver.... pensar primeiro.

E meu tempo e mapa na corrida de hoje ficou assim:



quinta-feira, outubro 13, 2011

Circuito Athenas em Belo Horizonte (21k)

 Dando a volta na Pampulha - BH

Esta foi uma semana inesquecível e para guardar no coração. Semana em que pela primeira vez estive na cidade do meu namorado acompanhada pelo mesmo e que pude compartilhar bons momentos com boa parte da sua família (já estive em BH outras vezes com minha família). Por sinal também foi a primeira vez que  conheci a família do meu amor.

Foi uma viagem linda, realizada com o intuito de visitar a familia de Lucas, já que há anos ele não visitava-o,  mas que no entanto aliada a esta fizemos uma participaçãozinha numa meia maratona realizada na Pampulha.

Neste período em BH participamos da meia maratona do Circuito Athenas -  etapa III do circuito. Minha segunda participação em meia maratona e da qual saí bem satisfeita, já que não vinha treinando adequadamente, aliás só fiz um longão e junto a este saldo eu estava gripada e com cólica. A gripe adquiri assim que cheguei em BH, diz minha irmã que foi a emoção...risos! Mas acredito que tenha sido o clima diferenciado. 

Adorei correr em BH, já sabia desde sempre que iria gostar do evento. Primeiro por conta do clima para a corrida, segundo por que iria conhecer pessoas que há muito eu vinha me relacionando na internet mas que ainda não tinha tido a oportunidade de os conhecer - Luciana Aragão, a equipe Baleias, o Daniel Xavier e Diogo do Review de corridas .


Falando um pouquinho da viagem, esta foi maravilhosa, uma das melhores realizadas com Lucas. Além de BH estivemos em Ouro Preto e Nova Lima. O clima variava sempre de 19 graus a 30 graus. Ou seja maravilhoso em minha opinião se comparado a Salvador. Ta aí por que gostei muito de correr em BH, se não fosse o resfriado e a água que estava muito gelada e que me fazia tossir toda vez que jogava no corpo... posso dizer que corri em um bom tempo, comparando ao RJ na minha primeira meia. Larguei na corrida sozinha e apenas no km 4 encontrei Diogo que estava fazendo os 10k, depois segui só. Coloquei-me como meta fechar esta meia com um pace de 6'30. Dava para ter feito em menos, caminhei diversas vezes por conta da tosse e cólica mas conseguir bater recorde pessoal. Consegui concluir em 2h18 (preciso mudar agora o layout do blog).

Um dia antes da corrida teve um jantar de massas com os amigos do Twittersrun, apesar de termos sido convidada não fomos, eu estava bem baqueada da gripe, e por isso acabamos decidindo não ir.

Com relação ao evento Circuito Athenas, senti que deu poquíssimas pessoas, os participantes de BH me informaram que é por conta da existência de muitos eventos na cidade, quase toda semana - é circuito Adidas, Puma, da Mizuno, e demais... daí fica difícil participar de todos.

Referente a hidratação senti apenas a falta do isotônico. Acho que fiquei mau acostumada. Mas ainda sem a presença deste parecia que as pessoas estavam mais bem preparadas. Comparando com corridas que ocorrem em Salvador, não vi sequer uma pessoa passando mal... claro o clima também ajuda. O médico ficou de bobeira graças a Deus. Todo mundo chegou tranquilo.

Neste mesmo dia do evento conheci todos que pretendia encontrar. Por sinal quem nos levou para a corrida foi a Luciana Aragão, que mesmo sem nos conhecer cedinho foi nos buscar na porta de casa e  que a todo momento nos ajudou via telefone quando nos perdemos na busca do kit. Isso que é altruísmo. Obrigada Lu. O Miguel Delgado dos Baleias foi outro que no retorno da corrida nos deixou na feirinha de BH. Claro que nós encontramos com o MAR.... apesar de BH não ter praia eu não podia sair sem encontrar os BALEIAS e também com o Daniel Xavier, outra pessoa que foi super carinhosa com a gente. Obrigada gente. Prazer também ter conhecido e corrido com você Diogo.

Equipe Baleias com direito a lembrança do Senhor do Bonfim

E se vocês pensam que ficou por aí, na terça-feira ainda curtimos rapidamente, por conta de outra festa que íamos, um encontro com os Baleias na Pizzaiolo Barroca. Encontro este promovido pelo Miguel que juntou boa parte do aquário para que eu e o Lucas conhecêssemos, e que por sinal ainda foi nos buscar. Imaginem encontro delivery, pega e leva. Adorei este encontro. Valeu muito a pena... boas risadas. E que risada gostosa a do Miguel. Claro que neste bate papo e nesta folia toda ficou o convite aos Baleias, para que na próxima corrida Sagrada de Salvador estejam aqui para correr com a gente, convite é claro enviado pelo amigo Eduardo Irving que pediu que eu não esquecesse.

 Jantar na Pizzaiolo Barroca com Equipe Baleias


Enfim foi isso amigos, uma viagem inesquecível, em que fui bem recepcionada pelos mineiros e que me senti em casa. Saudades já!!! Completei minha meia no tempo que previa e fui muito feliz em conhecer a família de Lucas. Lucas também retorna bem contente por ter baixado 7' minutos do seu tempo em meia maratona. Parabéns meu amor e obrigada pelo presente e pela felicidade de compartilhar estes momentos com você.




Algumas imagens desta semana linda ao lado do meu amor:


Ouro Preto + Belo Horizonte = Dias felizes!!

terça-feira, outubro 04, 2011

Sorteio de cortesia da Track&Field Run Series Salvador Shopping



Olá turma,

Ontem mesmo recebi da Latin Sports o nome da pessoa escolhida para ganhar a cortesia, da corrida Track e Field Run Series em Salvador. No entanto para que seguisse o calendário da promoção, só hoje estou divulgando para vocês. 

Desde já parabenizo a todos que participaram deste sorteio. Se pudesse premiaria todos, mas infelizmente apenas uma cortesia me foi concedida. Todas as frases estavam ótimas, mas na concepção da Latin Sports a frase escolhida,

Foi: 

"Quero correr a Track & Fields Run Series pois quando corro, sinto a sensação de liberdade, é como se ganhasse asas nos pés. Cada passada, cada quilômetro vencido, voos mais altos eu alcanço, quando chego ao destino final, não sinto cansaço, sinto o prazer em ter vivido".

Da corredora Rebeca Peleteiro.

Mas não desistam e não deixem de participar deste evento, pois será um sucesso. Principalmente por ser a primeira vez em Salvador, adoro estreias.

ps: as demais frases que participaram do sorteio vocês podem conferir  neste link  http://dartufba.blogspot.com/2011/09/sorteio-de-cortesia-da-track-run-series.html

domingo, outubro 02, 2011

Meia maratona Farol a Farol

 
Hoje foi dia de meia maratona em Salvador, a segunda de apenas duas que acontecem em nossa cidade (infelizmente). Sendo assim todos estavam bem ansiosos para que este evento chegasse, aliás não somente pela meia maratona, mas também pelo desafio Pró-Maratona que também se realizou hoje e que por sinal foi dada a largada às 4:30 da manhã. Largada cedo para que desse tempo dos participantes que iriam dobrar a meia saíssem do Farol da Barra em direção a Itapuã, e neste ponto iniciassem a segunda etapa da  maratona, que desta forma foi dentro da própria meia maratona, Farol a Farol - pareceu confuso?? Então para compreender melhor o que se trata este projeto dê uma olhada - Pró-Maratona veja aqui

Só sintetizando um pouco tratou-se de um projeto criado por Roberto da Encarnação e no qual teve como propósito dobrar a meia maratona. Esta foi uma forma encontrada para reivindicar a não promoção de maratonas em nossa cidade. Como ainda não corro maratona fiquei apenas na parte de divulgação deste projeto e  no apoio moral aos amigos que participaram. 

Por falar em maratona e em meia maratona, neste evento nem cheguei a me inscrever nos 21k e sim nos 10k, esta escolha deveu-se ao fato de que no domingo que vem irei participar de um evento especial presenteado pelo meu namorado.

Correr nos 10k foi tranquilo, novamente não sai com meta nenhuma de recorde ou coisa do tipo, claro que se saísse ficaria feliz. Mas na verdade fui acompanhando um amigo (vizinho) que por sinal nos levou para o evento. Corri de forma leve nos primeiros 5km e avancei nos próximos 5km, no entanto meu amigo queria parar nos 7k mas preferi maneirar para que ele chegasse junto comigo, e claro que chegou. Pelo meu frequêncimetro chegamos com 1hora cravada, mas o resutado oficial ainda não saiu.

O evento em minha concepção foi super tranquilo, bem organizado. Excelente!!! A única coisa que achei curiosa foi a quantidade de polícias, cheio de metralhadoras no meio do percurso, algo muito estranho. Nem no Rio de Janeiro cheguei a ver isso. Mas vai entender. 

Também achei super legal aquelas baianas no meio do percurso dos 10k, no Rio Vermelho, super legal. LEGAL mesmo, se foi o evento que promoveu isso, achei a ideia muito bacana principalmente para quem veio de fora correr em Salvador. E olhe que conheço amigos que vieram do RJ.
 
Enquanto corria, encontrei diversas pessoas conhecidas fazendo os 10k - Sônia, Do Carmo,  Robson, Lu, Bia e outros, mas uma que fiquei muito contente de encontrar foi Josie que vinha acompanhada pela filha de bike e que encontrei mais ou menos quando eu estava no km 6.5. Muito bom vê-la correndo. 


Já nos 21km foi dia de estreia de dois amigos - Thiago coxinha e Cris. Que por sinal ambos completaram em excelentíssimo tempo. Parabéns aos dois!

Enquanto isso eu já esperava a turma ir chegando... Aos poucos ía encontrando a galera e reencontrando outros conhecidos. Encontrei Ivone, Samuel, os pais dos meus ex-aluninhos de estágio e mais gente ía chegando. 

A turma do projeto Pró Maratona, meus parabéns!!Ao Roberto e a toda a turma que completou a dobradinha. Aos que ajudaram direta e indiretamente os corredores, enfim...


 
Mas um parabéns especial a Lucas Andrade que colocou como meta correr no projeto e fazer sua primeira maratona ou seja estreia em maratona.... Parabéns Lucas!!

Mais um domingo maravilhoso ao lado de pessoas lindas que compartilham de um mesmo gosto no esporte. E que amam correr...Cada evento que passa é uma sensação gostosa e de desejo que fica para que o  próximo evento esteja a vir.  Então fica agora o meu desejo para que o domingo que vem chegue logo.

ps: infelizmente agora que saiu o resultado oficial, meu chip não foi cronometrado. Já me aconteceu isso em outra corrida, uma da Adidas.