quinta-feira, setembro 29, 2011

Entrevista nº 4 - Roberto Encarnação

Olá turma, mais um finzinho de mês se aproximando e como já esperado é chegado o nosso momento aqui no blog de mais uma entrevista. Neste mês, esta pintando por aqui mais um atleta (prometo que no próximo teremos por aqui uma mulher). Aguardem!!
Escolho o Roberto por que o admiro bastante ( apesar do pouco contato que temos um com o outro). O admiro por ser uma pessoa discreta, humilde e claro por correr muitoooooo!!!!

Nome - Roberto Ribeiro da Encarnação
Idade - 43 ANOS
O que faz? - Sou corredor (rs) e Funcionário Público
Há quanto tempo corre? - 5 anos
Equipe - AMIGOS
Sou/ e moro em Salvador


Como surgiu a corrida em sua vida?

Foi com Adhemar em 2006, e meio por acaso. Um ano antes (2005) havíamos passado um mês trabalhando na cidade de Ilhéus/BA. Com hábitos parecidos, logo fizemos amizade. Todos os dias, por volta das 05 da manhã, antes de pegar no batente, lá estávamos nós, ele correndo e eu bicicletando. Voltamos para Salvador e o ano todo transcorreu assim, sempre ele lá (corrida) e eu cá (bike) - rs. Então vieram as Eleições de 2006 e novamente iríamos passar um mês a trabalho no interior - desta vez em Conceição do Coité/BA. Foi quando ele me avisou que iria levar sua bike para dar umas pedaladas comigo e eu prontamente lhe disse: "Então arriscarei dar umas corridinhas com você". E deu no que deu! 

 


Qual a sua maior realização frente a este esporte? 

Trazer novas pessoas para o mundo da corrida.




 A corrida atrapalha ou influencia sua vida? O que ela muda em você?


O esporte está em mim desde sempre. Faço cicloturismo desde os 13 anos. Mas a corrida trouxe uma disciplina que acabou transformando em ganho de performance e isso naturalmente, torna mais fácil e, portanto, mais prazerosa a prática deste esporte. 


Quais são seus horários de treinamento e em média quantos quilômetros costuma fazer por dia?

Prefiro correr no começo do dia, mas não sendo possível adapto-me. A quilometragem está diretamente ligada ao objetivo daquele período. No caso das Maratonas faço em média 90 km por semana. Divindo-a em dias específicos para  Ritmo, Tiros, Fartlek, Longão + dois dias de Trote e/ou bike e um de Descanso (que também é treino).


Você faz alongamentos antes da corrida? Ou pratica outra atividade para ajudar na sua perfomance?

Antes da corrida privilegio o aquecimento. Por praticar Pilates já tenho horarios específicos para alongamento. Também pratico Body Pump e Ciclismo.
     

 

No dia anterior a corrida como costuma ficar?

Depende da corrida. Se é aquela chave para qual foram direcionados os treinos dos últimos meses é inevitável o frio na barriga, mas procuro ficar tranquilo, mentalizar a vitória e dormir o maximo que puder nos dias que antecedem o evento. Depois que o "jogo" começa a barriga para de doer e vamos embora atrás dos nossos objetivos.

 Dentro deste esporte qual foi o fato mais engraçado que já enfrentou?

São muitos. Agora me ocorreu de contar um estória acontecida na Maratona do Rio em julho passado que ilustra também um pouquinho um dos motivos da atual luta: SALVADOR PRÓ-MARATONA.
Eu estava passando por uma mulher quando vi meus companheiros de "double" cumprimentá-la. Naturalmente por estar juntos com ele, fiz um também um cumprimento acenando com a cabeça.
Daí quando li na camisa da tal pessoa estava escrito Ultra Sandrinha. Minha reação foi gritar: "Sandrinha" e voltei para dar-lhe um abraço que retribuiu minha euforia com um abraço meio "xoxo".
Só depois que ela meu nome na camisa "double 84 km , Roberto Encarnação" é que ela também gritou meu nome e me de me deu um abraço de verdade. Finalmente nos conhecíamos. Foi preciso uma Maratona em outro Estado para que isso acontecesse.
  
Quais as dificuldades que você enfrenta? (Pode ser na vida ou dentro do próprio esporte).

Quem não tem dificuldades? O que posso dizer é que a corrida nos fortalece para enfrentar os obstáculos do dia-a-dia.

Qual foi sua maior prova?

Vencer minha categoria no Desafrio Urubici deste ano, baixando 40 minutos em relação ao ano anterior é uma das que mais me orgulho em relação à performance. Mas houve outras tantas com seus momentos únicos que não é fácil escolher. Correr os 300 km de Salvador a Aracaju em 07 dias foi uma delas. Em relação a KM os 84 km da Double da Maratona do Rio é atualmente meu recorde em distância.


Caso tivesse que dar alguma dica para um sedentário que esta começando a correr, o que você falaria?

Vá devagar. Às vezes a pessoa começa e quer tirar anos de atraso de uma vez só. O ideal é ter paciência e constância. O corpo e a mente precisam acreditar que aquilo virou uma rotina. Neste ritmo "devagar e sempre" as dores da adaptação certamente virão  em menores proporções o que tornará esta fase mais tranquila. Depois é esperar que o bichinho da corrida fará o resto.

Por fim deseja nos dizer mais alguma coisa?

Para correr bem só é preciso uma coisa: Amar o que está fazendo. "Quem corre por prazer nunca cansa"




8 comentários:

Vicent Sobrinho disse...

S E N S A C I O N A L ! ! !
O Roberto começou oficialmente em Conceição do Coité/BA E não é que eu já fiz um treininho uma vez nessa cidade. Foi em 1994. Bom. Parabéns pela linda história, já conhecia pelos relados no evento dentro da Maratona do RIo. Parabéns.Abçs

Jorge disse...

---------\\\\|/---------
--------(@@)-------
--ooO--(_)--Ooo--
Esse eu conheço muito bem, correu aqui no Rio a Double Marathon do Rio de Janeiro o cara é fera além de correr pedala muito...caracas...Parabéns Roberto que Deus te abençoe e Dart obrigado por nos proporcionar mais uma histórias.

Bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

Laryssa disse...

Parabéns Dart! Você tem escolhido muito bem os entrevistados (rs).
Continue compartilhando conosco a história de pessoas assim: disciplinadas, humildes, que amam o que fazem e se superam a cada dia. São exemplos de que com determinação todos podemos atingir nossos objetivos.
Abraços,
Laryssa ("tia Lalá" rs).

Roberto Encarnação (Bikeselva) disse...

Dart!
Muito obrigado por fazer parte desta galeria cheia de gente boa.
Realmente fiquei muito feliz com a escolha!
Abraços!

ULTRA Sandrinha disse...

Simplesmente sensacional!!!!! E ser citada em um dos textos, me orgulha e envaidece (no bom sentido, claro). Realmente, sui-gêneris a forma como nos conhecemos: no meio de uma Maratona em outro Estado...rs
PARABÉNS DART, vc nos enche de belos momentos e maravilhosos exemplos. E o ROBERTO é um deles.
Beijosssssss

Patrique Almeida disse...

Tá aí um kra q eu quero muito conhecer....sempre q treino no Pistão, akew em Cajazeiras, fico olhando pra ver se de repente o encontro. Muito bom Dart!

Alan Ricardo disse...

Roberto é uma das grandes feras do atletismo baiano, um artista do atletismo sempre querendo fazer algo diferente e complicado no mundo da corrida.
Parabéns pela entrevista.
Gostei demais!

Gladiator disse...

Isso é o bom da vida.
Saber que existe pessoas como você.
Passa-nos uma esperança de um mundo melhor.
A corrida, os corredores, os grupos de corredores, a ambiente das corridas é um espetáculo.
Abraço a todos corredores que homenageam a vida.
Parabéns Dart. Muito bacana divulgar tudo isso.
Abraço Flávio Tiago Fernandes