domingo, agosto 28, 2011

Entrevista nº 3 - Samuel Moreira

Como já esperado todo fim de mês temos por aqui uma entrevista, com algum corredor escolhido a dedo. Este pode ser corredor amador, profissional, por fim precisa apenas amar a corrida e ser é claro admirado por mim!!! risos!!! 

Este mês apresento a vocês uma  pessoa que aprendi a admirar com pouquíssimo tempo de contato. Samuel... este é aquele cara que só de confabular nos deixa bastante confiante. É uma pessoa maravilhosa e da qual tive e levo com muito carinho os quilômetros que compartilhei quando estava  em meu primeiro desafio dos 10k. Hoje já vou nos 21k, e palavras de conforto dele é o que não falta. Palavras de confiança.... Conheçam...


 
Nome – Samuel Moreira Lopes de Pinho

Idade – 50 anos

O que faz? - Sou bancário

Há quanto tempo corre? – Aproximadamente seis anos.

Equipe – Minha equipe é composta das pessoas que me acompanham a qual dou o nome do blog
CORRER É BOM. Componentes certos mesmo eu e a minha querida esposa Neuza.
Onde mora – Em Salvador no bairro do Cabula
De onde é – Salvador - Ba

Como surgiu a corrida em sua vida?

Estava a quase dois anos afastado do trabalho por motivo de doença ocupacional LER / DORT e como sempre fui uma pessoa ativa comecei a me sentir um pouco deprimido. Sempre gostei de praticar esporte e o futebol era a minha praia, mas jogar bola ficou mais complicado até porque a facilidade para me machucar era bem maior face ser um esporte de contato. Em 2005 soube de uma corrida que iria acontecer próximo a onde moro 19º BC – Corrida de Infantaria e resolvi me inscrever.
Gostei da experiência e com isso percebi o bem estar que a corrida me proporcionava, mas também que não bastava apenas calçar um tênis e sair por ai correndo. Com isso vieram as outras corridas a necessidade de se fazer um treinamento e hoje não consigo me ver sem este esporte. De lá para cá só coisas boas.

Qual a sua maior realização frente a este esporte?

Não posso dizer a maior, pois são várias como a conquista de mais amigos, conhecer outros lugares, aprender a ser mais disciplinado, superar meus limites, a melhora do meu condicionamento físico apesar da idade e por ai vai.

A corrida atrapalha ou influencia sua vida? O que ela muda em você?

A corrida só atrapalha se você colocar ela acima de tudo, fora isso é só alegria. É um esporte transformador, de baixo custo e de fácil assimilação. As mudanças sempre são positivas que vão da sua autoestima até a melhora da sua condição física.

Quais são seus horários de treinamento e em média quantos quilômetros costuma fazer por dia?

Isso depende muito da necessidade para qual corrida pretendo fazer, mas normalmente só tenho condições durante a semana de treinar a noite. Existem semanas que corro três ou quatro dias e a quilometragem varia de 10 a 15 km, porém nos finais de semana aumenta mais um pouco.

Você faz alongamentos antes da corrida? Ou pratica outra atividade para ajudar na sua perfomance?

Não sou muito de fazer alongamento. Antes de uma corrida prefiro fazer um pequeno trote como aquecimento. Quanto à outra atividade, a depender do meu objetivo enfrento o trabalho de musculação numa academia.

No dia anterior a corrida como costuma ficar?

Depende a distância que irei correr, mas dificilmente ficou em casa descansando. Só tenho o sábado e o domingo para curtir a família depois de uma semana de trabalho e não deixo que a corrida interfira na minha vida social. Me preocupo apenas em me alimentar adequadamente.Agora, no final da tarde já estou em casa e antes de dormir deixo tudo pronto.

Dentro deste esporte qual foi o fato mais engraçado que já enfrentou?

Para responder essa pergunta se me permite, peço que acessem o meu blog e leia na Guia Humor alguns casos. http://correrebom.blogspot.com/p/contos.html Rir para mim é uma das melhores coisas que tem e de si mesmo é melhor ainda.

Quais as dificuldades que você enfrenta? (Pode ser na vida ou dentro do próprio esporte). 

Bem, as dificuldades da maioria das pessoas, pois não é possível se viver as mil maravilhas. Tem momentos que é a grana, outros a saúde, o trabalho, o certo é que procuro valorizar mais as conquistas e as dificuldades me servem como motivação.

Qual foi sua maior prova?

Foram às maratonas, 42 km.

Caso tivesse que dar alguma dica para um sedentário que esta começando a correr, o que você falaria?

O começo sempre é difícil e quando pensar em desistir dê a você mesmo mais uma chance. Será tudo uma questão de tempo para você descobrir que a corrida lhe transformou em outra pessoa.
A única frustração que você poderá ter é de não ter começado a correr mais cedo.

Por fim deseja nos dizer mais alguma coisa?

Seja qual for à dificuldade, todos nós temos o poder da superação. Tudo é uma questão de você acreditar.

Lembre-se: “O seu limite é do tamanho da sua força de vontade.”


 Eu e Samuca na corrida Pague Menos (2010)

3 comentários:

Roberto Encarnação (Bikeselva) disse...

Olá Dart!
Valeu pela entrevistado e pela entrevista.
Agora irei "correndo" a seção de humor do correrebom.blogspot.com para dar uma relaxada antes de dormir.
Abraços

Jorge disse...

---------\\\\|/---------
--------(@@)-------
--ooO--(_)--Ooo--
Conheci essa fera aqui no Rio de Janeiro, só foi uma pena que foi rapidinho e não deu para registrar uma foto foi na largada da Meia do RIo...Parabéns amigo Samuel vc é um grande exemplo para todos nós corredores, mesmo vc com suas dificuldades vc detonou e corre muito, que Deus te abençoe e te ilumine...Felicidades
Parabéns Dart por compartilhar a história do Samuel conosco...

Bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

Cláudia disse...

Oi, Dart!!!

Parabéns por compartilhar conosco a entrevista com esse exemplo de corredor...

Ficou muito Legal!

Boa semana e boas corridas!!!