domingo, agosto 15, 2010

Emoção na corrida dos carteiros...

 Eu e os corredores guerreiros (correm mais do que eu que tenho as duas pernas em perfeita condição)

Como havia prometido a mim mesma, de hoje aquele treino não passava. Acordei bem cedinho, pleno domingo 6:30 já estava acordada. No entanto aquela chuva de novo...uma chuvinha tentando acabar o meu barato. Pensei deixar de levantar não vou... levanta Dart...Acorda...
Levantei, me arrumei, bati um papo com meu pai, até mostrei minhas medalhas, já que ele só vive viajando e nem tempo tem para ver isso. Mostrei as medalhasm calçei o tênis e disse fui.
Havia planejado um treino-trote para que pudesse ir além da distância que sempre fiz, estou tentando engatinhar para os meus 10km. Fui num trote e de fato fui além da minha corrida cotidiana. Apesar de ter passado a semana toda sem correr, sentir que o treino foi legal.
Logo na volta a corrida dos carteiros já vinha no caminho. Avistei primeiro os cadeirantes, as meninas, e logo depois um senhor de 60 pra lá. Continuei correndo e cada vez mais me empolgando, aplaudi aquele senhor e cada vez que avançava no sentido contrário mais me emocionava com aquele percurso, olhei para o céu e além de na volta ter avistado um belo arco-íris, vi também bolinhas de sopro azul e amarela no céu. Lindo!! Infelizmente ainda não posso correr este percurso, acho que até então só consigo correr 8KM, mas acho que ano que vem já faço esta prova.

 Galera do Clube das Corridas - Edis, Cris e Lucas

Continuei meu percurso sentido contrário, vi Alan, Samuel, Cris... No entanto começei a ver carros passando, pensei só seriam estas pessoas?? Na, na ni na não...Os carros invadiram o meio da corrida. Achei muito ruim, os corredores competiam com os carros, senti uma certa desorganização.
Estava já voltando para casa, mas quando passei em frente aos Correios, deu vontade de ficar um pouquinho para ver a chegada...E penso valeu a pena parar.

 Ultra Sandrinha e Alan

Esperei todos chegarem, junto com Sandrinha e pegando carona em um guarda-chuva de uma senhora. Aplaudi diversos corredores, e me emocionei muito nesta corrida.
Há tempos, aliás na minha primeira corrida, já havia visto corredores cadeirantes, no entanto nunca em minha vida havia visto corredor cego. Pois então, pela primeira vez, vi um corredor cego, não me lembro bem o nome dele, só sei que seu sobrenome é Santos, o nome acho que Alfredo, vou procurar saber e depois informo.
Achei muito linda aquela cena.. Lembrei de quanta gente reclamando da vida...de quantas pessoas colocando dificuldades onde não tem, e aquele rapaz, ou senhor cego correndo. Que coisa mais linda! A senhora ao meu lado, disse que coisa mais linda é o testemunho que ele dá. Não sou crente, aliás destas religiões. Sou apenas católica mas quando ela me disse isso, de fato deveria ser muito forte o testemunho deste homem. Me disse até que ele já chegou a se perder em certas corridas. É gente por que se vocês acham que ele corre com alguém estão enganados, ele corre sozinho. Pensem, ele tentando chegar ao pórtico.
Emocionei-me muito e cada vez mais me encanto com a força de certas pessoas...Espero só tirar lições de vida de tudo isso que tenho visto. 
Encantei por aqueles calcanhares de Aquiles que ali trajetaram no escuro... (Dart Araújo)
Boa sorte a todos os corredores cadeirantes, deficientes visuais e de diversas outras deficiências... Que cada vez mais sejam abençoados por Deus e que o esporte sejam a alegria de viver sempre bem!

Já, já posto fotos da corrida...

PS: Depois da apuração, e de divulgação dos resultados da corrida, vi que o senhor Alfredo Santos correu mais do que algumas pessoas que já correm muito e que eu conheço...Pensem ele fez os 10km em 00:42:35. Meu amigo fez em 00:44:42. O homem é fera...

5 comentários:

Samuekl disse...

Dart

Esse treino valeu muito mais do que você imaginava! Não é?

O Sr. Alfredo apesar da deficiência, faz corridas pelo Brasil inclusive em 2007 quando estive na São Silvestre ele também participou. E digo mais não é fácil acompanhar o ritmo dele. Ele não é totalmente cego e dependendo do percurso precisa de auxílio para conduzí-lo.
Valeu pela força no caminho e na chegada ouvi gritar o meu nome. Foi você? Risos. Uma ótima semana.

ULTRA Sandrinha disse...

Dart, que texto mais lindo!!! Chega emociona até a gente que já está acostumada com a coisa. Mesmo assim, cada cena é uma cena e realmente foi emocionante ver aquele pessoal chegando. Deus a abençoe para que todos os seus planos sigam com vitórias e que logo logo vc alcance os seus objetivos esportivos. Beijo grande, um presente conhecê-la.

Alan disse...

Gostei do texto Dart!, e gostei de ter sido lembrado também... =)
O nome do corredor deficiente visual é Alfredo mesmo.
Você tem uma alma de corredora de elite criatura.
Bons treinos e sucesso!!

Dart Araújo disse...

Samuel de fato este foi um treino e tanto. Valeu muito a pena. Quanto a quem falou seu nome fui eu mesma.

Oh Sandrinha foi um prazer tb conhecê-la, de fato as vezes a gente se acostuma com certas situações que acabam passando desapercebidas. Mas esta cena de fato me emocionou e por todo lugar que passei hoje comentei o fato. Muito lindo!

Alan quem me derá alma de corredora de elite e ser elite de verdade. Infelizmente neste momento não posso me dedicar tanto a corrida. Mas espero um dia poder fazer isso e da forma que eu desejo.
Obrigada pelos comentários...

CRIS disse...

Oi Dart
Estou sempre acompanhando seu Blog, acho muito legal seus textos.....
Uma ótima semana....