sexta-feira, abril 23, 2010

Corrida e envelhecimento...




Os treinos continuam a todo o gás... Depois de ficar um tempinho sem correr por conta das chuvas em Salvador, estou de volta a orla. O treino agora é para a corrida do dia 15 de maio, Fila Night, esta promete e preciso superar meus 28min e 12seg da última corrida. Visto que esta será à noite, preciso fazer em bom tempo....risos!!

Bem, partindo para uma curiosidade gente. Eu estava comentando para uma colega minha a respeito do número de dias que eu corria na semana, e ao falar que corria todos os dias, esta me disse que era ruim correr muito pois para ela envelhece. Achando inconsistente este fundamento, cheguei em casa e fui pesquisar. Acabei parando no blog de um corredor, que também já havia tido esta mesma dúvida... por sinal ele encontrou algo mais fundamentado que justifica o motivo da corrida envelhecer, postarei aqui o parágrafo que explica bem uma das causas deste envelhecimento, mas isso só é justificado caso seja corrida em excesso.

O blog a que me refiro é o Henriquetices - Por Renato Dutra

veja a citação deste blog:
"Corrida envelhece?

R. Só se houver exagero", diz o médico ortomolecular Wilson Rondó Jr. A explicação é simples: 1% do oxigênio que inspiramos vira radicais livres, substâncias responsáveis pelo nosso envelhecimento. Durante um exercício intenso, respiramos mais e, portanto, a oxidação das células e a produção dos tais radicais é aumentada. "Feita com moderação, a atividade protege contra o envelhecimento. Mas quando é muito intensa, como corridas diárias de mais de uma hora, o resultado é invertido", explica Rondó. Uma dieta balanceada, com muitas frutas, verduras e legumes, alimentos ricos em antioxidantes, pode compensar o prejuízo.

.../....

De acordo com dois estudiosos, Cymet & Sinkov, em um artigo que revisou mais de 30 pesquisas sobre Ósteoartrite X Corrida de Longa Distância, não há evidências de que a corrida acelere ou provoque o desgaste das articulações em pessoas sem histórico deste tipo de lesão. Que fique bem claro: em pessoas que não possuem histórico para este tipo de lesão!
Uma outra dupla de pesquisadores, Kojda & Hambrecht revisou mais de 90 pesquisas nesta área e indicam que o exercício pode ser visto como um antioxidante (que combate a acção nociva dos radicais livres) efectivo.
E, para citar mais um artigo, mais dois estudiosos (Couilladr & Prefaut) na área abordam as pesquisas de forma mais completa. Eles acabam descrevendo aquilo que todos nós com bom senso já sabemos: que a corrida de longa distância e outras modalidades de exercício, quando em doses moderadas, ajudam a combater o stress oxidativo (que gera a formação dos radicais livres, que aceleram o envelhecimento) e que o exagero acaba aumentando esse mesmo stress oxidativo. Portanto, eu volto a citar um ditado que acredito ser muito verdadeiro nesta questão: “A diferença entre o veneno e o remédio está na dose”. Correr é bom demais, mas correr demais não é bom!



Bem como o próprio Renato diz, acho melhor procurarmos uma literatura científica para verificar se de fato esta fundamento esta correto. Vou pesquisar junto a algum médico, e em breve quando eu souber a resposta postarei aqui.

Por hoje é só meus queridos....

 Opa encontrei mais alguma coisa, hoje depois de algum tempo - 04 de agosto de 2010
 REVISTA RUNNERS http://runnersworld.abril.com.br/materias/meninas/
 
"Não. Alguns estudos já provaram que é o sedentarismo que colabora com o envelhecimento. Então troque o "moletom + TV" pelo conjunto "top-camiseta-short + corrida". "A atividade física aeróbica mantém a pele mais irrigada, com aspecto mais saudável. O tônus muscular adquirido com a corrida e a musculação, por exemplo, deixa o corpo mais firme", explica a dermatologista Rosiane Boabaid, do Centro Paulista de Medicina Cutânea. Mas ela alerta: em excesso, a prática esportiva aumenta a formação de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento da pele. "As corredoras profissionais secam as bolsas de gordura e acumulam menos líquido, o que pode dar um aspecto de envelhecimento, principalmente no rosto.” Quanto aos ossos e músculos, eles também saem perdendo com doses exageradas de treino. “Corrida em excesso aumenta o desgaste da estrutura músculo-esquelética. E isso pode acelerar o processo de envelhecimento natural", afirma o ortopedista Rene Jorge Abdalla, diretor do Centro de Ortopedia e Reabilitação do Esporte, do HCor, em São Paulo. Mas aí estamos falando das corredoras profissionais, que treinam forte praticamente todos os dias. A mensagem que vale para você é esta: na dose certa, a corrida contribui para deixá-la cada vez mais bonita." 

link do blog de Renato - http://henriquetices.blogspot.com/2009/10/corrida-envelhece.html
link da imagem - http://veja.abril.com.br/blog/saude-chegada/files/2009/09/correrelo11.jpg

Um comentário:

veuvieira disse...

Oi Dart!
Futucando antigos contatos do meu blog, descobri que vc é a única que continua postando... rsrsrs
legal!
ah, e que história é essa que correr pode envelhecer? Hernani, aquele namorado meu que você conheceu na orla, corre sempre! Vou dizer pra ele parar e só voltar depois que vc fizer uma pesquisa mais embasada rsrsrsrsr. bjus querida, xau xau.