sexta-feira, agosto 24, 2007

Tela interativa



Estou aqui na sala do GEC, junto com os meninos (Dori, Tiago, Bruno e Washington) testando a tela interativa e tentando entender como a mesma funciona.
A tela parece ser bem legal e interessantíssima para sala de aula. Estamos com uma, por enquanto só para teste (durante 15 dias) e se tiver um bom funcionamento, talvez ficaremos com uma....

Só tem um probleminha, muito chato, essa tela interativa ainda não funciona em Software livre...mas o fornecedor já disse que esta tentando solucioná-lo.

quarta-feira, agosto 22, 2007

MST e estudantes, em defesa da educação...


Desde segunda-feira (20/08) 150 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e mais alunos da Ufba e da Universidade Católica do Salvador (Ucsal), além de representantes de outros movimentos estavam acampados no Campus de Ondina, reunidos para discutir as prioridades das pautas dos movimentos, durante a Jornada Nacional em Defesa da Educação Pública.




Hoje pela manhã participei junto com os mesmos, da Jornada Nacional de lutas em defesa da Educação. Saimos do Campo Grande, com uma caminhada em direção a reitoria da Ufba.Foi um movimento bastante pacifico.




sexta-feira, agosto 17, 2007

Resultado do CONSEPE...

Em reunião hoje pela manhã, o CONSEPE decidiu:

1. Que as Unidades da UFBA devem dar continuidade as suas atividades previstas para o semestre 2007.2, apesar da greve dos servidores técnico-admnistrativos.

2. Enviar uma moção ao MEC em favor da resolução da problemática dos servidores, demonstrando que, em continuando a greve a Universidade pode ser inviabilizada nas suas atividades essenciais.

3. Realização de um calendário "especial" para as Unidades que não começaram ainda o semestre.


ABRAÇOS!!!

quinta-feira, agosto 16, 2007

Greve de servidores!! Apoiar ou não apoiar?


Há mais de 75 dias, os servidores da minha Universidade (Universidade Federal da Bahia) estão em greve... desde o dia 28 de maio, nesse período ainda estávamos em aula, mas conseguimos concluir o semestre sem servidores.


Tivemos férias, voltamos e nada se resolveu, apesar das assembléias. E agora enfrentamos um impasse, começar ou não o semestre (sem servidores)?

A situação para inicio do semestre é complicado, precário. Primeiro por que alguns alunos não conseguiram se matricular, segundo por que aquelas faculdades que dependem de laboratórios, bibliotecas, e outros recursos que dependem do servidor não tem condições para prosseguir as aulas.


Na minha faculdade (de Educação), consegui me matricular, por que alguns professores acabaram exercendo função do servidor, e estou tendo aulas sem nenhum problema, todos os meus professores (atuais) estão prosseguindo e são contra a paralisação da faculdade devido a tal greve. Os professores parecem não querer paralisar as aulas, estou analisando professores do meu curso – Pedagogia, e sentem que se param, futuramente vão ter que dar aulas, enquanto outros estarão de férias. Quanto aos alunos, estive presente na assembléia e fui uma das que se posicionou contra a paralisação, mas na frente explico meus motivos... muitos foram contra a paralisação, porém sendo levado a posição dos estudantes a congregação da faculdade, acabou-se por deliberar a posição de paralisação, que também será levada para o Consepe, que ocorrerá na sexta-feira, e assim se decidira qual rumo tomaremos.


Acho que a greve dos servidores é muito justa, e se faz necessário, eles estão lutando pelos seus direitos, coisas que nós estudantes também fazemos quando corremos contra a Universidade Nova, contra a falta de funcionários, e por ai se vai toda uma imensa pauta que temos; MAS tem um porém, acho que greve não funciona mais nesse país e que já não é mais uma forma de pressão ao governo, tanto que já estamos quase entrando no 80º dia de greve... e nada se resolveu. As posições continuam a mesmas e o movimento só tem a enfraquecer sem nada conseguir, não é pessimismo, mas acho que devemos criar outras estratégias, pois estas parecem não mais funcionar. Já é intenção do governo até criminalizar a greve, e o que vamos fazer quando não pudermos mais faze-las? Os professores estaduais ficaram de greve por mais ou menos 40 dias e nada se resolveu também, pelo contrário ainda foram punidos... e hoje dão aulas sendo fiscalizados, pois aos sábados muitos não querem repor as aulas.


E o quadro é esse... essa geração!!! o que fazer? Quando olho para minha faculdade e vejo todo aquele rebuliço, por que não digo que os servidores não fazem falta, claro que fazem...estamos funcionando, sem eles? sim... porém não digo que esta um mar de rosas, NÃO!!! e o governo precisa se tocar e fazer algo. Eu estudo por que tenho condições de tirar XEROX de livros (de forma ilegal, mas faço, fora da lei!!!), mas e os estudantes que não tem? nossas bibliotecas estão fechadas e o Hospital das clinicas também se encontra fechado, são muitas pessoas que estão a espera de servidores para marcarem uma consulta, fora outros prejuízos.


Os servidores precisam ENGOLIR o congelamento dos seu salários até 2016 , enquanto o salariozinho dos senadores, deputados, governadores só tendem a crescer... é isso mesmo?


NÃO VAMOS ACEITAR! VAMOS A LUTA!!! SIM,

CONTRA ESSA RIDICULARIZAÇÃO.... A ESSA MESQUINHEZ...


Servidores não tem direito nem a plano de saúde.... isso é um absurdo!!!


Mas quanto a minha posição na assembléia... sou contra a paralisação das atividades na faculdade, não por egoísmo... mas por que acho que essa não é a melhor resposta a se dada. Creio que mesmo com toda precariedade, precisamos seguir com nossos trabalhos... lutamos e defendemos as mesmas causas? Por uma universidade pública, laica e autônoma? sim, pode ser, mas sou muito mais a favor de se parar um dia, ou três... seja lá o que for, para chamar atenção (de uma outra forma) com um movimento grande, com estudantes, professores, todos apoiando, na rua... que parar e cruzar os braços... fazer greve de pijama...como alguns costumam fazer. Mas preciso deixar claro, que não são todos os grevistas que tiram férias no momento da greve, apenas alguns e que por isso mesmo acho que não adianta paralisarmos... e sim que façamos uma luta, uma grande força e sem ser utópica para tentar acabar com essa greve e fazer com que o governo acate as reivindicações dos servidores.


Então é isso,

acho que não devemos parar nossa atividades, mas apoiar os servidores de uma outra forma.... deixarmos de ter aulas pode trazer mais prejuízos ainda... e por que não se unir de uma outra forma. Unir de um forma com que todos lutem (juntos), é uma forma até de dar maior força aos movimentos que estão enfraquecidos... ( por exemplo os dos professores, que esta sem força para fazer greve).

terça-feira, agosto 07, 2007

Apenas uma reflexãozinha, de uma pessoa que quer muito fazer o bem!!!!





E as aulas começaram.... novo semestre, novas cobranças!

Para aguentar e começar com o pé direito, fui para missa pedi forças ao meu pai (dessa vez acompanhada por uma pessoa especial). O Evangelho sempre nos parece atual, apesar de escrito há tão longos tempos. O padre falava, do quanto nossa vida tem sido mais valorizada pelos mestrados, doutorados da vida, e o quanto temos esquecidos de amar. A vaidade, dita aqui no sentido da bíblia, como vazio tem sido mais presente na vida do ser humano. Pais, que não mais acompanham seus filhos, que os trocam por dinheiro e não os educam como deveriam, os abandonando... tem deixado a educação por conta das babás, e o resultado é o que vemos nos jornais, adolescentes de classe média matando e maltratando pessoas inocentes. Mas o que fazer? Será que não nos damos mais conta do que existe ao nosso redor? que não amamos o próximo...? então para onde estamos indo... apesar de ver muitos jovens na missa, com seus pais, namorad@s, percebo que ainda é uma minoria que se faz presente.... e aqui já não faço mais uma cobrança de apenas nos reunir na igreja, mas também grupos que presam por uma cidadania. Para mim o mais importante não é estar na igreja católica, na adventista... seja lá qual for, acho que cada um sabe o que quer da vida, mas sinto o quanto cada vez que estou presente nesses espaços, fico fortalecida, e por isso também me preocupo, como pessoa, com as crianças e jovens.
O mundo já é muito perverso, são pessoas muito maldosas que ás vezes se fazem presente em nossas vidas, ladrões, pessoas egoístas, invejosas....e se não fazemos nossa parte, fica difícil melhorar a vida do próximo....

“Então, faça tua parte que eu te ajudarei!”

quinta-feira, agosto 02, 2007

um curso de férias...



Olá queridos, tudo em ordem? Comigo esta tudo bem...porém não tenho uma boa notícia, e como blogs também servem para compartilhar nossas experiências...acho que essa é uma boa para quem pensa em fazer um curso de férias...risos! depois de ter saido de um semestre cansativo...vou contar para vocês o que me aconteceu.
Nessas férias, decidi fazer o curso de férias de Inglês para não me distanciar um pouco durante o recesso, entrei com muita empolgação, mas durante o mesmo fui me desanimando... não pelo assunto, mas por que havia saido de um semestre muito conturbado e cansativo. As primeiras aulas foram boas e o curso também muito bom, porém fazer um curso no meio do ano, quando só se tem um mês de férias, não é nada legal.
Resultado: me dei bem nas provas escritas, porém sabe aquela que citei no post abaixo? que eu estava super preocupada? me dei mal, meu professor acha que devo me dedicar mais a parte oral e que eu não merecia passar para o próximo livro. O mesmo conversou comigo, e perguntou se eu achava justo, o que ele ia fazer...
sabe o que eu disse? sim professor, acho muito justo.... sei que é chato ter que repetir um livro, mais um semestre, mas como eu tinha feito aquele livro em apenas um mês, não me chatiei...eu já vinha achando que eu precisava melhorar na oralidade... e para mim o mais importante não é ter um diploma do curso e sim falar, pois é o que estou buscando ao entrar nesse curso.
Achei esse professor muito honesto, e acho que os professores deveriam seguir sempre assim, ele foi super gente fina, teve uma conversa franca... assim como reprovou outros alunos, sei que os demais podem não ter aceitado, mas eu não me importei. Não quero sentir dificuldades nos próximos livros...e se for preciso repetirei quantos forem necessários... no mais espero que vocês, também leitores, sigam o meu exemplo e mesmo que sendo reprovados em algum curso, sigam adiante sem desanimar, pois o essencial e se chegar a frente, por que daí você vai olhar para trás e perceber quantos obstáculos foram preciso saltar para alcançar tal mérito...e se sentirá um vencedor...risos!!!quanta besteira... mas é verdade.... ah!!!! mas lembrando o curso de férias me trouxe coisas perfeitas...quem sabe se vocês ainda não descobriram pelos posts, um dia eu fale o que foi....
Beijinhos queridos e já estou de volta a minha pesquisa.

Abaixo segue meu texto da apresentação oral, que eu havia comentado....

Relationships at Orkut


As the subject of this oral test I choose “orkut”, the most famous social network among brazilians, but I will focus on relationships because It's the most interesting topic about orkut.

As I said orkut is a social network which was created in 2004 by Orkut Buyukkokten.

At first this social network should help people to make friends and improve same kind of relationship. However it's usual to use it to find out every sort of information about everyone who is connected to this network.

First of all we should ask ourselves: “Why did orkut become so famous in Brazil?” The answer is quite simple – brazilians just love to know everything about the others – we are too much curious. People use this social tool to investigate their friend's lifes ( especialy boyfriends and girlfriends). So people from other countries just gave up of orkut, as brazilian rule it.

Now that we are awared of its characteristic I will explain how relationships begin at orkut: someone add your profile and send you a scrap “hi! I read your personal information and I liked it”. Then you both are going to comunicate and maybe you are going to be friends (or something else, who knows?). It works to make friends, but are they really your friends? Should you trust them? This is for you to decide. It's common to search for romantic partners and this kind of relationship is the most dangerous ( because you share personal things).

Some people make fake profiles for several reasons ( for example for privacy or to spread ilegal contents) and, for people who are searching for partners, it's dangerous because they might use your information against you. Of course I can't explain about everything at orkut, but I will share my opinion about photos. Some people thing that it's dangerous to put your photos at orkut, but I don't agree with them because everywhere is dangerous and you won't suffer if you take care of your actions. Just finish it's good remember that orkut offers us good things but we have to take care of our personal information.


Imagem retirada do site: http://www.ventania-desvairada.com/archives/2006_06.html