quinta-feira, dezembro 14, 2006

Hoje teve festa no GEC, muito bom!!!com direito a amigo secreto do desapego e tudo...muito bom...para Darle e Sule que achavam que iam ficar com os presentes que queriam acabarm sobrando...ah!!e Nelson tb sobrou pq acabei pegando o presentinho dele. risos!!!mas tb sobrei, pq me tomaram...no final rolou até coincidência, eu fiquei com o presente que Boni levou e ela ficou com o meu.
A festa foi bem legal e fico muito feliz com o meu grupo de pesquisa...pq por enquanto nós normalista ( como diz Boni ) estamos fazendo ele existir...
Feliz Natal para todos..e em breve coloco as fotos da festa aqui.

segunda-feira, dezembro 04, 2006

Educação Inclusiva X Educação Apropriada

A inclusão é uma inovação, cujo sentido tem sido muito distorcido, principalmente no que diz respeito a Educação Inclusiva e a Educação Apropriada.Tanto a Educação Inclusiva quanto a Educação Apropriada são necessárias para que a escola possa prover sucesso escolar a todos os alunos e, simultaneamente, responder às necessidades de cada um deles.

Segundo Luís Correia, a escola que se compromete em receber alunos com necessidades especias deve procurar exercer as suas atividades tendo em vista a prestação de um ensino de qualidade e que atenda as suas necessidades. O princípio da inclusão apela, para a educação inclusiva que considera, que todos os alunos, com as mais diversas capacidades, interesses, características e necessidades possam aprender juntos, que seja dada a atenção ao seu desenvolvimento global ( acadêmico, socioemocional, e pessoal), que sempre que possível, todos os serviços educativos sejam prestados sejam prestados nas classes regulares, que se crie um verdadeiro sentido de igualdade de oportunidades ( não necessariamente as mesmas oportunidades para todos) que vise o sucesso escolar.

A educação inclusiva visa a diversidade em sala de aula. E é muito importante que não vejamos a inclusão apenas como a inserção de alunos com necessidades especiais na classe regular, e nem como um cumprimento da lei. Se nos comprometemos em receber um aluno com necessidades especiais, é necessário que este seja realmente incluído no ambiente educacional e que disponhamos de recursos que contribuam para o aprendizado do aluno. É nesse contexto que entra a Educação Apropriada, a prestação de serviços de apoio especializados, quando necessário, para promover as aprendizagens no aluno, e no caso das necessidades especiais, para que ele se torne auto-suficiente ate ao limite das suas capacidades.

Damos o nome de Educação Apropriada esta prestação de serviços ( educacionais e , quando necessário psicológicos, terapêuticos, sociais e clínicos), que se pretende sempre que possível, individualizada.

“Art. 3º Por educação especial, modalidade da educação escolar, entende-se um processo educacional definido por uma proposta pedagógica que assegure recursos e serviços educacionais especiais, organizados institucionalmente para apoiar, complementar, suplementar e, em alguns casos, substituir os serviços educacionais comuns, de modo a garantir a educação escolar e promover o desenvolvimento das potencialidades dos educandos que apresentam necessidades educacionais especiais, em todas as etapas e modalidades da educação básica”.

Resolução CNE/CEB n°2, de 11 de set. 2001

...”tentar implementar um modelo inclusivo sem considerar serviços de apoio adequados que, como disse, dêem lugar a uma educação apropriada, é a mesma coisas que fomentar o insucesso, que impedir o aluno de alcançar níveis de sucesso consentâneos com as suas capacidades” ( Bauer e Shea, 1999)

Após informações sobre a Educação Inclusiva e a Educação Apropriada, podemos concluir que os dois tipos de Educação se complementam, pretendendo ambos incluir e dar resposta às necessidades de todos os alunos nas escolas regulares.